Domingo, 15 de setembro de 2019 Edição nº 15291 24/08/2019  










SAÚDEAnterior | Índice | Próxima

Após 10 anos, Central Estadual avalia pacientes para transplante renal

Da Reportagem

Uma espécie de força-tarefa foi montada para retomar os transplantes de rim em Mato Grosso. O processo de retorno do serviço foi assunto de uma conferência de alinhamento dos procedimentos técnicos de desenvolvimento do programa no Estado. Com o tema “Transplante renal: Desafios e oportunidade para a nova realidade de Mato Grosso”, o encontro reuniu profissionais da saúde que integram a equipe da Central Estadual de Transplante da Secretaria de Estado de Saúde (Ses-MT). A expectativa é retomar os transplantes ainda neste ano. Pelo menos 200 pacientes já foram avaliados.

“Essa força-tarefa, que envolve diversos protagonistas, retomará os transplantes de rim em Mato Grosso. Temos a certeza de que a convergência existente em um projeto dessa natureza será coroada com muito êxito e não faltará apoio do Governo do Estado no sentido de vencer os obstáculos, pois não é à toa que a iniciativa está paralisada há 10 anos. Pretendemos exercer um trabalho proativo de conscientização sobra a importância da doação de órgãos para a população que, certamente, será a maior beneficiada”, disse por meio da assessoria de imprensa, o secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo.

Outro foco da Conferência foi reunir os representantes das Clínicas de Hemodiálise para apresentar o programa, visto que esses profissionais atuam na indicação dos pacientes que necessitam integrar a lista de pessoas à espera do transplante de rim. Segundo informações repassadas pela coordenadoria Estadual de Transplantes, representado pela coordenadora Fabiana Molina, a Central Estadual já iniciou um processo de acompanhamento ambulatorial que está quantificando o número de pacientes que vão fazer parte da lista de seleção para realizar a cirurgia de transplante.

“Já iniciamos o acompanhamento ambulatorial, já avaliamos cerca de 200 pacientes, que estão em diversas fases. Nos próximos dias, vamos iniciar a listagem de pacientes, colocar todos no cadastro técnico para que eles possam de fato ser selecionados para um transplante na situação em que houver órgãos disponíveis aqui em Cuiabá”.

A secretária adjunta de Regulação, Controle e Avaliação da Ses-MT, Fabiana Bardi, disse que a retomada dos procedimentos de transplante renal é uma grande conquista não penas para a Saúde estadual, mas principalmente para Estado, pois este serviço foi interrompido há 10 anos. “Agora nós conseguimos. Vamos dar início a retomada deste serviço que é tão importante para aqueles que precisam. Além disso, com essa retomada, teremos uma grande economia para o Estado, pois um dos maiores valores é o gasto com transporte de pacientes para fora de Mato Grosso”, pontuou.

Ainda de acordo com a secretária, a Ses trabalha intensamente para que o Estado comece a realizar ainda este ano os primeiros transplantes, pois os procedimentos documentais já foram protocolados no Ministério da Saúde e o secretário trabalha intensamente para buscar todas as liberações necessárias para reiniciar os trabalhos.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:45 Seis em cada dez internautas fizeram compras no último ano
17:37
16:53 Novos horizontes na aviação brasileira
16:53 A mulher bonita da janela alegre
16:52 Resistência à CPMF


16:52 Saúde: um direito ainda utópico
16:51 Nietzsche ganha verniz pop em nova biografia, que o apresenta como misógino
16:51
16:50 Órfãos da Terra: capítulos da última semana não serão antecipados no Globoplay
16:50 Dramaturgia em diálogo com a psicanálise
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018