Domingo, 15 de setembro de 2019 Edição nº 15286 17/08/2019  










MÚSICAAnterior | Índice | Próxima

Gustavo Mioto planeja novo DVD no local de seu 1º show no Nordeste

FERNANDA PEREIRA NEVES E SIDNEY GONÇALVES DO CARMO
Da Folhapress - São Paulo

Em meio a escolha de repertório, de parcerias e até da data para seu terceiro DVD, o sertanejo Gustavo Mioto, 22, afirma já ter uma boa ideia do local, ou pelo menos da região, em que fará o novo projeto. Segundo ele, será no Nordeste, mais precisamente no Ceará, e com gostinho de retribuição.

A ideia é retornar ao local de seu primeiro show na região para a gravação, que deve acontecer em novembro. "É muito massa retribuir o carinho que o Nordeste tem comigo tocando no primeiro estado que me abraçou lá. Muito massa poder rever os amigos que estavam lá na primeira braçada, incrível.

Com o novo projeto, Mioto diz que pode até adiar seus planos de viajar com a namorada, a apresentador Thaynara OG, em setembro, para a comemoração do primeiro ano de namoro. "Vamos definir, mas já falei que, passando o DVD, a gente comemora. Uma clebração por 1 ano e 2 meses de namoro", brinca.

Mioto, que cresceu em Votuporanga, no interior paulista, fez sua estreia na arena principal da Festa do Peão de Barretos na noite desta quinta (15) com a responsabilidade de abrir o evento. Ainda sem a lotação que a festa costuma ter nas noites de sábado, por exemplo, ele cantou sucessos como "Relógio", "Fake News" e "Solteiro Não Trai".

Músicas de colegas também não foram esquecidas. Mioto cantou "Amor Falso", de Aldair Playboy; "Cheia de Mania", do Raça Negra; "Todo Mundo Vai Sofrer", de Marília Mendonça, e até "Ana Julia", do Los Hermanos.

Uma das principais revelações do sertanejo nos últimos anos, Mioto diz que não tem o hábito de ouvir sertanejo no seu dia a dia. No ano passado, sua lista de músicas mais ouvidas no Spotify foram Ed Sheeran, John Mayer e Edson e Hudson. Esses últimos, grandes inspirações para seu trabalho.

No próximo trabalho, Mioto já havia afirmado que haverá músicas inéditas e regravações, mas apenas três ou quatro já estão de fato definidas. Segundo Mioto, os fãs podem esperar muita coisa nova e uma grande estrutura, após um último EP mais intimista, mas não necessariamente suas composições.

"Eu não tenho a vaidade de priorizar as minhas músicas na hora de selecionar. Se fulano chegar com uma melhor que a minha, vou colocar ela no lugar. Até uma música feita para a namorada pode sofrer nessa seleção, confessa ele, que já havia feito uma música para dizer que a amava no começo do namoro.

"Tudo que a gente faz na vida de novo inspira de alguma forma. Às vezes, uma viagem, uma festa. O namoro não podia ser diferente. É muito massa você ter alguém com quem pode contar o tempo todo, para dividir as coisas. Isso inspira a compor essa história que eu só falava, mas que não tinha vivido. Dá mais propriedade para falar."



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:45 Seis em cada dez internautas fizeram compras no último ano
17:37
16:53 Novos horizontes na aviação brasileira
16:53 A mulher bonita da janela alegre
16:52 Resistência à CPMF


16:52 Saúde: um direito ainda utópico
16:51 Nietzsche ganha verniz pop em nova biografia, que o apresenta como misógino
16:51
16:50 Órfãos da Terra: capítulos da última semana não serão antecipados no Globoplay
16:50 Dramaturgia em diálogo com a psicanálise
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018