Quarta feira, 21 de agosto de 2019 Edição nº 15266 20/07/2019  










SORRISOAnterior | Índice | Próxima

Preso rapaz que estuprou e matou criança de 8 anos

Da Reportagem

Preso logo após estuprar e matar uma menina de apenas 8 anos, Jonathan Nicolas Duarte, 20, responderá na Justiça por homicídio qualificado, com emprego de meios cruéis, asfixia e estupro de vulnerável. O crime ocorreu na noite da última quarta-feira (17), em Sorriso (398 quilômetros, ao norte de Cuiabá). O crime que causou comoção na cidade, em menos de 24 horas, recebeu resposta da Polícia Civil (PC), que tão logo tomou conhecimento prendeu o suspeito.



Jonathan Duarte é vizinho dos fundos da casa da vítima, Natalya Bianca Lima Gonçalves. "A mãe chegou em casa e a criança estava desacordada. O hospital que acionou a Politec, para saber a causa morte. O legista de imediato identificou a causa, pois ela estava o pescoço quebrado e lesões de abuso sexual", disse o delegado da Polícia Civil, André Eduardo Ribeiro. "Em menos de 24 horas identificamos e prendemos o autor", completou.



De acordo com informações da PC, a criança foi estuprada, teve o pescoço quebrado e morreu por asfixia, conforme confirmação do médico legista do município. A vítima morava com mãe, mas na noite do crime, estava sozinha em casa, enquanto a genitora trabalhava. A mulher contou que chegou em casa e percebeu que a filha estava desacordada e que tinha sofrido uma convulsão. Ela foi levada às pressas ao Hospital Regional, onde a equipe médica fez manobras de ressuscitação durante 45 minutos, mas a garota não respondeu aos procedimentos e foi confirmado o óbito.



O médico do hospital acionou o Instituto de Medicina Legal (IML) para necropsia com objetivo de descobrir a causa da morte. Na manhã de quinta-feira (18), o legista comunicou o delegado da Polícia Civil, André Eduardo Ribeiro, informando que a criança apresentava sinais de abuso sexual bem como indícios de morte violenta. A partir desse momento, conta Ribeiro, todos os policiais passaram a se dedicar ao esclarecimento do caso.



Foram identificados três possíveis suspeitos e um deles apresentou contradições nas declarações. Tratava-se de Jonathan Duarte, morador dos fundos da casa da vítima. O suspeito contou aos policiais que naquela noite, por volta das 20 horas, teria ido dormir e não mais saído de casa. No entanto, um amigo dele, que divide o mesmo quarto com detido, falou que ambos teriam ficado à noite bebendo, e por volta de 1 hora da madrugada, Jonathan Duarte saiu de casa e retornou 30 a 40 minutos depois, já quase por volta das 2 horas.



Levado à delegacia, o suspeito acabou confessando que durante a madrugada, após fazer uso de bebida alcoólica e entorpecente, aproveitou que a vítima estava sozinha em casa e foi até a residência dela. Enquanto a criança dormia, a asfixiou e abusou sexualmente dela. Ele contou que durante o ato sexual percebeu que menina não mais respirava e assim se vestiu e deixou a casa indo dormir.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:03 BOA DISSONANTE
19:02 Calçadão na 13 de junho
19:01 MP da Liberdade Econômica
19:01 Trilhos, as condições estratégicas para MT
19:01 VAR e os lances polêmicos


19:00 Os riscos do protecionismo
19:00 Risco Amazônico
18:59
18:52 Teatro Móvel estaciona na Orla do Porto para inspirar crianças a trabalhar com ciência e tecnologia
18:52 Se correr, se ficar. É o bicho!
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018