Sábado, 21 de setembro de 2019 Edição nº 15261 13/07/2019  










TELEVISÃOAnterior | Índice | Próxima

Show dos Famosos chegam à final com cinco artistas na disputa

LEONARDO VOLPATO
Da Folhapress - São Paulo

O Brasil vai conhecer neste domingo (14) o grande vencedor do "Show dos Famosos", quadro que já virou um clássico do "Domingão do Faustão" (TV Globo). Disputam o prêmio -um carro zero-quilômetro- os cantores Diogo Nogueira, Ludmilla, Di Ferrero e Solange Almeida e o ator Hugo Bonemer.

A prova decisiva será surpresa, para não revelar antes da hora quem estará por trás de cada caracterização. Esta, aliás, é uma estratégia utilizada pela emissora. Em algumas apresentações, nem mesmo os jurados conseguiam decifrar logo de cara quem era o artista no palco.

Chegar à final era, definitivamente, o sonho de todos os competidores. Alguns, contudo, afirmam que só o fato de estar na decisão já é um prêmio. "Gostava de me imaginar na final e já estou satisfeito com essa conquista", conta Hugo Bonemer. Diogo Nogueira segue na mesma toada. "Me diverti bastante durante toda a competição. Fiquei muito feliz em ver o trabalho ser reconhecido pelos jurados e pelo público."

Ludmilla, por sua vez, diz que suou muito para chegar à final. "Sempre tive essa vontade, queria muito e estar aqui agora me deixa feliz demais", celebra. E Di Ferrero admite que acreditou que era possível. "Para ser sincero, eu imaginava que iria chegar. Estou me entregando muito para chegar à final. Estou me divertindo. Claro que vai ser incrível se eu ganhar, mas, por incrível que pareça, se eu não ganhar também, está tudo certo."

Os finalistas fazem questão de ressaltar os benefícios de todo o aprendizado tirado do programa. "Na minha profissão já está me ajudando nessa parte cênica, no palco e até onde eu posso chegar com a minha voz. Essa parte artística somou muito na minha vida profissional. Me deu mais confiança", conta Di Ferrero. "Não consigo mensurar quantas coisas lindas podem acontecer na minha vida depois desse quadro", afirma Bonemer.

Os competidores também contam quais foram as maiores dificuldades que encontraram no caminho. No caso de Bonemer, rolou até dor física durante as apresentações. "O momento mais delicado para mim foi usar salto, pois eu tenho um neuroma de Morton em cada pé, que é uma inflamação do tamanho de uma bola de gude que fez dessa experiência algo tenso", lembra.

Di Ferrero afirma que sofreu em duas apresentações específicas. "Nas homenagens do Justin Timberlake e do Bocelli, eu senti um pouco mais de dificuldade. O Bocelli por ser muito diferente, um cantor lírico e que tem deficiência visual. Eu mergulhei nisso, usei uma lente que não me deixava enxergar", conta. "Para o Timberlake, era muita dança com muita marcação. Era um medley [junção] de três músicas como se fosse um show de duas horas. Amei fazer. Deu tudo certo."

Já Diogo Nogueira elege as interpretações de Michael Bublé e Angela Roro como as mais complexas. "Com o primeiro, o desafio foi cantar em inglês. E na Angela Ro Ro foi interpretar como mulher. Foi divertido e bem cansativo, pois eram horas de dedicação."

Além dos cinco finalistas, outros três participantes desta edição do Show dos Famosos estarão na festa deste domingo: Mel Fronckowiak, Danielle Winnits e Ceará.

ALTO NÍVEL

Jurado do quadro ao lado da atriz Claudia Raia e do diretor Boninho, o ator e diretor Miguel Falabella afirma que a final é sempre sinônimo de emoção e surpresa. Ele também afirma que o nível dos competidores tem crescido a cada temporada -ele já participou de três.

"A expectativa fica maior. A pessoa já sabe que vai entrar no Show dos Famosos e que tem que se preparar, porque é um desafio a cada semana", disse Falabella em entrevista ao Gshow, da Globo. "Este ano, acho que o nível de canto ficou muito alto", completou.

O artista ainda deixa claro qual dos finalistas, para ele, sai na frente. "Fiquei muito impressionado com a Solange Almeida, porque eu não a conhecia numa carreira solo", diz ele sobre a artista que atuou em grupos de forró. "A Ludmilla também me surpreendeu com a extensão vocal e a rapidez com que se adapta a novas propostas."



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




15:30
15:29 Nietzsche ganha verniz pop em nova biografia, que o apresenta como misógino
15:29 Emicida retoma parceria com o duo Ibeyi na nova música Libre
15:28 Loucos de Amor volta aos palcos neste final de semana
15:28 Chico Cesar sai em busca de todas as forças


15:15 Entre vaias e aplausos a Bolsonaro, parlamentares são premiados e dançam funk
15:15 Ensino a distância triplica e presencial tem menos calouros em sete anos
15:14 Eduardo Bolsonaro destaca busto de barão do Rio Branco em comissão da Câmara
15:11 Gabinete do ódio tensiona Planalto
15:09 Marcha global pelo clima mobiliza ativistas em diversas cidades brasileiras
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018