Quarta feira, 23 de outubro de 2019 Edição nº 15246 22/06/2019  










Anterior | Índice | Próxima



Quarentena

Quem conhece Blairo Maggi (PP) assegura que o ex-ministro da Agricultura não anda sentindo falta do ambiente político, do qual se afastou em 2018, quando optou por ficar no Governo Michel Temer (MDB) até o fim.

Sente falta

Sem citar uma fonte, no entanto, o site O Antagonista afirma que BM “demonstra estar sentindo falta de Brasília”. “Para não se desligar por completo de seu antigo círculo social, ele organiza festinhas em Cuiabá”, diz o veículo.

Abstinência

Conforme o site, as pessoas mais próximas teriam percebido “uma certa solidão em Blairo” e acreditariam que ele não conseguirá ficar muito tempo longe da política. “É a abstinência do poder”, completa O Antagonista.

Opção

BM optou por permanecer no Ministério da Agricultura antes das eleições de 2018, quando muitos apostavam na sua candidatura ao Governo de MT, o qual comandou em duas ocasiões. No Governo Temer, ele entrou em 2016.

Surfando

Ex-secretário de Educação, Marco Marrafon também resolveu surfar na onda das eleições em Cuiabá. Ele sinaliza disposição para disputar a sucessão do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB). Atualmente, é filiado ao Cidadania (ex-PPS).

Base de Taques

O Cidadania, na prática, integra um grupo político que constituiu a base de Pedro Taques. Marrafon preside a legenda em Mato Grosso. Isso não significa, no entanto, que o ex-governador esteja disposto a se engajar no projeto.

Comenda

A Assembleia Legislativa continua com o festival de distribuição de títulos de cidadania. Por iniciativa do presidente Eduardo Botelho (DEM), agora o Poder concedeu o título de Cidadão de MT ao ministro Luiz Fux, do STF.

Serviço

Essa comenda é concedida a quem prestou “relevantes serviços ao Estado”. Do ministro Fux, sabe-se que ele homologou a “delação-monstro” do ex-governador Silval, aquela que causou uma hecatombe no meio político de MT.

Diplomacia

Emanuel Pinheiro, aparentemente, não teme uma eventual disputa com Roberto França (PV), caso ambos entrem na disputa eleitoral em Cuiabá, como mostram as projeções. Ao contrário, EP se desmancha em elogios a RF.

Xerox

Como se sabe, RF é cotado para disputar o Alencastro, o qual comandou por duas vezes. O interesse é do PSB. Além de elogiar, EP copia alguns projetos de sucesso do ex-prefeito, como o “Bom de Bola, Bom de Escola”.

...............

Torcida pró-Moro

“[Ministro] Celso de Mello. O destino da Lava Jato depende dele. Se ele anular o processo de Lula, associando-se a Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski, a Lava Jato acaba. Se ele não anular, unindo-se a Cármen Lúcia e Edson Fachin, a Lava Jato continua.” Do jornalista Diogo Mainardi, do site ultradireitista O Antagonista, assumidamente pró-Sérgio Moro, torcendo para que o ex-petista não saia da cadeia.

...............



Efeito Intercept

O deputado federal Carlos Bezerra (MDB) já decidiu: assim que reassumir o mandato, no fim deste mês, vai articular com a cúpula nacional do partido o pedido de afastamento do ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Nem aí

O partido de CB não tem esboçado nenhuma reação ante o episódio do vazamento de conversas supostamente comprometedoras entre Moro e a força-tarefa da Lava Jato. O deputado de MT não morre de amores pelo Governo Bolsonaro.

Troca

A cúpula do PDT parece que desistiu do ex-juiz federal Julier Sebastião. O maestro Fabrício Carvalho, da Orquestra Sinfônica da UFMT, entrou no circuito, como a opção da legenda para disputar a Prefeitura de Cuiabá.

Renovação?

Julier tem mais chão no PDT: em 2016, ele disputou o Alencastro e ficou no 4º lugar, na briga com outros cinco candidatos. Carvalho se filiou à legenda no dia 19 passado. A cúpula deve alegar, digamos, desejo de renovação.

Sem chance

Neste mês, o STF negou recurso da Câmara de Cuiabá, que visava a reverter decisão que declarou inconstitucional lei que previa aumento na verba indenizatória paga aos vereadores, de R$ 18 mil para R$ 25 mil.



Farra

A decisão é do ministro Edson Fachin, que citou o “aumento descontrolado” da verba: mais de 1.118%, como já havia constatado o Tribunal de Justiça. Os vereadores de Cuiabá, certamente, acham que dinheiro dá em árvore.

Alegria

Nas próximas semanas, o humor dos deputados federais de MT deve melhorar: começarão as nomeações para cargos federais nos estados. Além disso, Bolsonaro já sinalizou em dar R$ 20 milhões a cada um que votar a favor da Previdência.





Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:59 BOA DISSONANTE
19:58 VLT, novela sem fim
19:57 Filhos e pais
19:57 Porque eu leio...
19:57 Demissão automática do servidor


19:56 Abuso de Autoridade
19:56 Mistérios da República
19:55
19:54 Downton Abbey leva ao cinema o despertar do século XX
19:54 Série de Bruno Barreto estreia na sexta
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018