Terça feira, 23 de julho de 2019 Edição nº 15245 20/06/2019  










NILTON BORGATOAnterior | Índice | Próxima

MT Ciências inicia novo formato

Contribuir para a popularização da ciência em Mato Grosso. Essa é uma das principais metas do projeto MT Ciências – Circuito Itinerante da Ciência, que possibilita à população o acesso a um universo de conhecimento nas áreas de ciência, tecnologia e inovação.

Promovido pelo governo do estado, por meio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), o projeto é composto por uma unidade móvel (carreta) com baú adaptado, que dispõe de uma série de recursos que provocam a curiosidade dos visitantes.

Neste mês, estamos iniciando um novo formato de atendimento às cidades mato-grossenses. Agora, o MT Ciências conta com a parceria dos municípios, e é muito importante que os gestores públicos tenham ciência dessa ação para o desenvolvimento de sua cidade.

Estamos vivendo a era da 4ª Revolução Industrial, conhecida como Indústria 4.0 e a transformação científica e tecnológica têm avançado níveis que sequer imaginávamos há alguns anos e, para não ficarmos alheios a esse processo, precisamos acompanhar, entender e participar dessa renovação mundial.

Uma das formas para atingir esses objetivos é promover ações que transmitam conhecimento e permitam o descobrimento dessa nova realidade, permeada pela ciência e tecnologia, que são essenciais para o crescimento sustentável de qualquer nação.

A carreta atua justamente no despertar dessas áreas. As experiências possibilitam a percepção de uma ciência acessível, abrindo um horizonte mais real, ainda que virtual, de oportunidades. Eu sou do tempo das "feiras de ciências" nas escolas, quando as crianças ficavam encantadas com as experiências que eram realizadas.

E o MT Ciências possibilita o acesso ao conhecimento de forma lúdica, capaz de despertar vocações, principalmente nas crianças e nos adolescentes. Com isso, podemos estar contribuindo para o surgimento de futuros cientistas, pesquisadores ou empreendedores no nosso estado.

Histórias parecidas como a da nossa aspirante a astronauta, Maria Gisllany, que se encantou com a ciência e tem conseguido trilhar um belo caminho para a realização do seu sonho.

Para se ter uma ideia da potencialidade desse projeto, somente os estados de Mato Grosso e Minas Gerais possuem unidades móveis nesse padrão em todo o país, porém, a de Mato Grosso é a maior e mais bem equipada.

O MT Ciências já percorreu 11 municípios do estado e também participou de um evento em São Paulo. Mais de 40 mil alunos já conheceram as atrações do projeto. Nesta semana, a carreta está em Colíder e, nos próximos meses, seguirá para as cidades de Canarana, Tangará da Serra, Lucas do Rio Verde e Campo Grande (MS).

Diante da necessidade de ampliar essa ação tão essencial para o estado, conclamamos aos prefeitos para unirmos os esforços. O estado contribui, o município contribui e toda a população ganha com o projeto. É a ciência indo ao encontro dos excluídos do circuito da cultura científica e fazendo a diferença para o futuro do nosso país.



* NILTON BORGATO é secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação

sorayamedeiros@secitec.mt.gov.br



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




18:04 Estrutura administrativa é alterada
18:03 Procurador-geral da Justiça vai hoje a Assembleia
18:03 Substitutivo deve ser apresentado hoje na AL
18:02 Educadores se acorrentam em frente ao Palácio Paiaguás
18:01 Jovem é assassinada a tiros na frente dos filhos


18:00 Polícia prende homem que matou mulher com golpe de faca
18:00 Operação mira organização criminosa envolvida com o tráfico de drogas e roubos
17:59 Padrasto é preso suspeito de abusar de enteadas de 10 e 13 anos
17:58 Projeto de lei reduz em dez vezes alíquota para calcário agrícola
17:58 Governo exclui sociedade civil de conselho de políticas sobre drogas
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018