Sábado, 14 de dezembro de 2019 Edição nº 15219 15/05/2019  










ADMAR PORTUGALAnterior | Índice | Próxima

152 anos

A Cidade Industrial – Várzea Grande – está em festa. Hoje, quarta-feira, 15 de maio de 2019, o segundo maior município do Estado, a vizinha Várzea Grande comemora 152 anos de emancipação política. É uma data para ser comemorada não somente pelos várzea-grandenses e sim pelo povo mato-grossense. É uma cidade hospitaleira e acolhedora, me sinto orgulhoso de ser várzea-grandense de nascença.

Nesta data a prefeita Lucimar Sacre de Campos inaugura várias obras na cidade, principalmente na área de saúde. Uma área fundamental para assistência para toda a comunidade e de cidades vizinhas ao município. Parabéns prefeita. O servidor público também agradece a administração da prefeita, apesar de não ser uma unanimidade entre os servidores, mas o salário é pago dentro do mês trabalhado desde o início de sua administração.

A cidade industrial como é carinhosamente chamada está crescendo a cada ano. O aeroporto Marechal Cândido Rondon, o principal do estado de Mato Grosso é em Várzea Grande. A cidade é dividida com a capital mato-grossense, pelo Rio Cuiabá. Entre as obras que a cidade recebe hoje está a unidade de pronto-atendimento (UPA), localizada no bairro Cristo Rei, com capacidade para atender aproximadamente 100 mil pessoas que residem em 70 bairros vizinhos.

No setor educacional, a população vai contar com o Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) “Ana Isabel Moreira da Silva”, localizado no bairro Alameda Júlio Muller, a quarta unidade voltada à alfabetização infantil construída e entregue na atual gestão. Até 2020, outras 12 creches desse mesmo porte serão entregues à população, totalizando investimentos de mais de R$ 35 milhões.

O que falta a prefeita Lucimar Sacre de Campos é dispensar um pouco mais de sua atenção para o lazer e entretenimento da cidade, principalmente nas praças esportivas. O Ginásio Fiotão, que passa por reformas, era para ser entregue nesta data e não ficou pronto. O Fiotão, no Cristo Rei, foi desativado. O miniestádio Dito Souza, também no Cristo Rei, também está em reformas e sem data para ser entregue.

Várzea Grande com quase 300 mil habitantes, cidade do Clube Esportivo Operário Várzea-grandense, tantas vezes campeão estadual, berço de várias esquipes estudantis campeãs também nos Jogos Escolares de Mato Grosso e do país afora, carece urgentemente de um centro de treinamento a altura dos esportistas da cidade. O CT do Pari, localizado na cidade e que seria inaugurado em 2014 por ocasião da Copa do Mundo, também está abandonado. Mas vamos comemorar essa data e que em 2020 muitas outras obras sejam inauguradas na cidade.



Admar Silva de Portugal é repórter

E-mail asportugal@diariodecuiaba.com.br



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:07 MEC libera que cursos presenciais com conceitos mais baixos expandam carga horária à distância
17:07 STF prevê julgar no ano que vem permissão a candidatura avulsa
17:06 Conflitos e retrocessos marcam presença do Brasil na COP-25
17:05 14 – sábado Desigualdade e evasão escolar
17:05 BOA DISSONANTE


17:04 Doador de amor
17:03 Lei do retorno
17:03 Nossos demônios…
17:02 O Auditor Interno e o combate à corrupção
17:00 Na COP 25, MT defende tolerância zero ao desmatamento
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018