Segunda feira, 20 de maio de 2019 Edição nº 15207 26/04/2019  










LEITORAnterior | Índice | Próxima

Estado acumula dívidas de R$ 3,6 bilhões com 11 mil fornecedores

Santo milagreiro esse Mauro, buscando divida de 15 anos atrás pra justificar o caos no Estado. Se o cara não conseguiu administrar seu próprio negocio e chegou a pedir recuperação judicial. Agora quer arrumar o estado. Piada!

PAULO FERREIRA, Cuiabá/MT

***



Já se vão quase 4 meses e o governo não pagou nada ainda? Não paga salário em dia, onde está indo o dinheirinho?

RUBENS FAQUIM, Cuiabá/MT



Ex-secretário volta a ser demitido por fraudes na Copa

Demorou para algo acontecer contra esse Maurício Guimarães. O fim dele deve ser o mesmo do outro ex-chefe da Secopa, Eder Moraes: cadeia.

MARCOS AURELIO ALMEIDA, Cuiabá/MT



Emanuel confirma tendência de não disputar reeleição

Ele já conseguiu o que queria, fazer do filho seu herdeiro politico. Só cego para não ver.

RODRIGO SAMPAIO, aposentado, Cuiabá/MT

***



Creio que a maioria já deveria ter seu registro cassado por tantos escândalos e processos, mas pelo que vemos apenas o eleitor pode fazer isso através do voto. Então aprendam a votar e não reelejam ninguém e não elejam fichas sujas. Ou seja, candidatos que respondem processos, não importa quais são e nem se foram sentenciados ou não, na política não existe presunção de inocência. Existe político corrupto agraciado pelos tribunais de justiças Brasil afora para que seus processos não andem até que prescreva, ou seja arquivado. Quando se vai fazer um concurso público essa exigência é fundamental e porque não é exigido para políticos? Porque uma vez no poder, eles ditam as regras e fazem as leis que servem pra mim, você e menos pra eles. Não elejam e nem reelejam esses velhos políticos.

MARIA CLARA LINS, Cuiabá/MT

***



O grande problema do prefeito é o vídeo dele enchendo os bolsos do paletó. Como encarar uma campanha com um vídeo desses durante toda a campanha?

PEDRO LUIS ALBUQUERQUE, Cuiabá/MT



Aeroportos, ferrovias e senadores

Este artigo deve ser reeditado varias vezes, a bancada federal, o senado, os prefeitos, vereadores, empresários e o cidadão da Baixada Cuiabana e Médio Norte, devem independente de partidos, apoiar esta ideia, sonho e solução para a logística do transporte da nossa região, que está refém de rodovias bem aparelhadas em radares, pedágios e mortes.

MARIO MARCIO COSTA E SILVA, eng.civil, Cuiabá/MT

mariomarcio1959@bol.com.br



Sefaz vai intensificar combate a sonegadores

A SEFAZ, além de fiscalizar os sonegadores, poderia nos dizer onde vão todos os recursos arrecadados, porque o contribuinte não está vendo nenhum serviço sendo feito. A Sefaz arrecada e o dinheiro vira pó.

GILBERTO ROSSATO, Produtor rural, Nova Maringá/MT



Embelezar Cuiabá

Empréstimo de US$ 100 milhões para “embelezar” Cuiabá? Será que eu li direito??? Vou até repetir o texto do Cuiabá Urgente, caso alguém não tenha lido: O prefeito Emanuel Pinheiro pediu autorização à Câmara para contrair um empréstimo de US$ 110 milhões (R$ 425 milhões). Com essa dinheirama, EP quer garantir o “Programa Cuiabá 300 Anos”, que prevê, entre outras, as obras: Requalificação do Morro da Luz – com um restaurante giratório; “Caminho das Igrejas”, que liga prédios católicos por meio de passarelas; Revitalização da Orla do Porto... que o prefeito MM fez nas coxas.... Devo estar meio surdo do olho esquerdo porque nessa proposta do prefeito eu não vi, não li ou talvez me passou batido: Revitalização das policlínicas que estão caindo aos pedaços e não conseguem atender a demanda da sociedade; Revitalização das escolas municipais, muitas em situação precária; Ampliação da rede de creches municipais para as mães não necessitem ficar batendo pernas atrás de vagas, que são disputadas no par ou ímpar; Plano de revitalização dos córregos fedorentos que atravessam a capital. Mas estamos vendo a prefeitura construindo dois novos parques na cidade. Ou seja, a política do pão e circo continua correndo solta e excelentíssimo senhor prefeito acha que com bola toda.

JOSE RIBEIRO DA SILVA, Consultor e Gestor de Treinamento, Cuiabá/MT

itde1@uol.com.br



Conquista do cerrado

Com a inovação tecnológica domaram a terra, aí o belo texto complementa os detalhes. É uma pena que instituição como a Fapemat pouco tem feito para a agricultura familiar, cujo resultado é o empobrecimento da baixada cuiabana. Antes dessa inovação tecnológica, terra no cerrado, dada era cara, porem hoje virou ouro. Esperamos que a inovação tecnológica mude a característica das terras da baixada cuiabana, pouco fértil/ondulada e com elevado teor de pedregulho e para completar baixa altitude e temperatura elevada. Talvez os israelenses nos ensinem.

JULIO MUZZI, eng. Civil, Cuiabá/MT

julio.muzzi@hotmail.com



Selma chora no senado

A senadora estava cercada de um bando de incompetentes. Como não observaram isso? Ou, na pior das hipóteses, foi uma trama bem bolada em desfavor da então candidata. Estranho mesmo. Muito estranho.

HENRIQUE MARANHÃO, Cuiabá/MT



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




20:08 Ministro defende proposta da indústria para rotular alimentos
20:07 De 380 escolas, só seis têm a telemedicina como matéria obrigatória
20:01 BOA DISSONANTE
20:00 A revogação da prisão preventiva de temer
20:00 Fim dos lixões e aterros sanitários


19:59 Despertar da educação
19:59 Jabuticaba
19:58 Final de The Big Bang Theory acerta no equilíbrio entre comédia e emoção
19:58
19:57 Os homens que não amavam as mulheres
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018