Domingo, 19 de maio de 2019 Edição nº 15204 23/04/2019  










LEITORAnterior | Índice | Próxima

Janaína é aprimeira mulher a presidir AL

Vichi, mais um Riva comandando a Assembleia. O Botelho tem que tomar cuidado, o último da família que sentou naquela cadeira ficou mais de 20 anos.

PAULO PACHECO, aposentado, Cuiabá/MT

***



Janaína Riva é um exemplo de parlamentar. Esta moça vai longe, além de ser a primeira mulher a presidir a Assembleia, tem tudo para ser a primeira governadora deste estado.

RUTH LIMA, funcionária pública, Cuiabá/MT



Estado proíbe servidores de acumular licenças-prêmios

Tem RH negando licença prêmio como se eles fossem o chefe. Agora Mauro Mendes mostrou que quem manda é ele!! Melhor noticia do ano! Parabéns Mauro Mendes! Coloca este povo do Recurso Humano no lugar deles. Eles pensam que são mais que os colegas, sendo que é tudo servidor igual.

ROBERTO RODRIGUES, Cuiabá/MT

***



É uma boa desculpa para o Governo justificar a quantidade de cargos de confiança.

ANGELA FARIAS, Várzea Grande/MT

***



A maioria dos servidores querem sair de licença, mas o setor responsável coloca vários empecilhos, então o Governo deve orientar melhor os servidores dos setores de recursos humanos, pois os mesmos que vem sendo o grande problema para liberar os que solicitam a licença.

VANIA PARANHOS, Cuiabá/MT



Estudo aponta retorno com incentivos

Fico curioso, pensando, porque será quando alguém é "desconhecido", no ambiente dos famosos e competentes em suas atividades/ações, é classificado de "João Ninguém"? Por que não Jandir, Pedro, Manoel, José...?! Enquanto não me explicam/convencem, vamos ao comentário. O programa Prodeic, de Mato Grosso, foi instituído a partir de 2004 e está sendo "elogiado" pela Fiemt, na pessoa de seu presidente. Considerando não haver maiores detalhes quanto às metodologias aplicadas - pelo menos a um "leigo" como eu -, dali aproveito o que já pensava há mais de 30 anos: "o incentivo fiscal sequer deveria ser classificado como "renúncia", pois só se renuncia a algo que já se possui". Exatamente! O que merece credibilidade, por coerência, que novas empresas passam a depender de novos empregados que, por sua vez, passam a ter um rendimento que são revertidos, predominantemente, ao consumo, gerando, por consequência, aumento de receitas pela tributação, com as "benesses" para qual são criados os tributos, onde incluem-se o consumo desses produtos isentados e, naturalmente, contribuindo para melhorar os índices de IDH. Quando me referi a "detalhes", foi no buscar entender/saber de onde vieram os números: incentivo de R$ 1,4 bilhão e o retorno de R$ 1,7 bilhão. Retorno para quem? Sob que forma? O incentivo é "isenção e/ou redução" de tributos, no caso, ICMS e, considerando que quem paga esse - e todos os demais - tributos é o consumidor, então, esses produtos "isentados", passaram a ter um preço de venda menor e, em tendo, seria um concorrência desleal aos de mesma atividade e, em não, passa a ser um "lucro extra" exorbitante aos "incentivados", posto que 17,00% de ICMS, por dentro, passa a ser de 20,48(192)%, ou seja, o consumidor paga para o empresário montar/estruturar sua empresa, ou não é assim? Além do mais, toda vez que leio/ouço na mídia, presidentes de associações de classes empresariais "falando bem" de ações governamentais na área tributária, podem apostar, estão levando vantagem e, notem, estou falando de ações a descoberto, mas, como sabemos, temos muitos empresários de diversos segmentos sendo processados judicialmente por terem usados de "jeitinho" para obter tais benefícios ou semelhantes. Ah, claro que não vou ter respostas, afinal chamo-me João.

JOÃO GALDINO DE MEDEIROS, Economista – Tributólogo, São Paulo/SP

jgaldinomedeiros@hotmail.com



Santa Casa

A Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá, independente se houve má administração ou não dos seus gestores, precisa ser abraçada pela sociedade cuiabana e mato-grossense.

LEVI CUIABANO, Historiador, Cuiabá/MT

levicuiabanohs@hotmail.com



CIA considerou soja brasileira ameaça aos EUA

A briga pelo mercado não é de hoje, nem de ontem, vem de séculos. Só falta o nosso presidente voltar ao EUA e liberar a soja ianque para importação, sem custos para os americanos. Turistas podem entrar sem vistos, mas o brasileiro não tem este benefício. Uma medida sem o menor bom senso. Será que todos os gringos são santos?

MARIO MARCIO DA COSTA E SILVA, eng. civil, Cuiabá/MT

mariomarcio1959@bol.com.br



Às escondida,

umbanda cresce

em Mato Grosso

Sou de Sorriso-MT, e uma apaixonada pela Umbanda. Pena que não exista nenhum templo aqui, o preconceito é grande mesmo. Mas o bem sempre foi perseguido por onde passa. Gostaria de frequentar um templo.

DENYELE CRISTINA CAVALACANTE BERGAMASCHI, Auxiliar Administrativo, Sorriso/MT

denyele.cristina@gmail.com



Lucro da Amaggi sobe 50% em 2018

Esse sucesso todo tem um nome: profissionalismo. O Grupo Amaggi é permeado por profissionais altamente capacitados, onde o dinheiro da empresa não se mistura com o dinheiro dos seus proprietários. Grandes grupos ligados ao setor agropecuário/agroindustrial estão sucumbindo, em sua grande maioria, por pura falta de profissionalismo e gestão. Essa conversa de que o grupo está em dificuldades devido a problemas climáticos, de problemas com a economia nacional e mesmo internacional, também é pura invencionice de quem acha que sabe de tudo e não divide poder com ninguém. Acabam assumindo o negócio filhos, filhas, cunhados, genros, sobrinhos e etc. totalmente despreparados e que acabam levando o grupo empresarial à bancarrota.

ELI ROCHA, Cuiabá/MT



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




20:08 Ministro defende proposta da indústria para rotular alimentos
20:07 De 380 escolas, só seis têm a telemedicina como matéria obrigatória
20:01 BOA DISSONANTE
20:00 A revogação da prisão preventiva de temer
20:00 Fim dos lixões e aterros sanitários


19:59 Despertar da educação
19:59 Jabuticaba
19:58 Final de The Big Bang Theory acerta no equilíbrio entre comédia e emoção
19:58
19:57 Os homens que não amavam as mulheres
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018