Domingo, 19 de maio de 2019 Edição nº 15204 23/04/2019  










SAÚDE 2Anterior | Índice | Próxima

Prefeitura entrega 90 leitos de enfermaria do HMC

Da Reportagem

Após dois adiamentos, a Prefeitura de Cuiabá disponibilizou, ontem (22), os 90 leitos de enfermagem clínica do novo Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) Dr. Leony Palma de Carvalho, que fica no Ribeirão do Lipa, fundos do Centro de Eventos Pantanal. A entrega faz parte das comemorações dos 300 da capital, comemorado no último dia 8 de abril, primeira data prevista para funcionamento dos leitos.

Após, foi adiado para o último dia 15. Ontem, a entrega contou com a presença do ministro da Saúde (MS), Luiz Henrique Mandetta, e do senador Wellington Fagundes, que segundo o prefeito Emanuel Pinheiro teve fundamental importância no aporte dos R$ 100 milhões, recurso destinado para conclusão da obra e compra de equipamentos.

O funcionamento dos 90 leitos também integra a segunda etapa do HMC. “É uma entrega histórica. A segunda etapa do HMC. Vamos entregar a enfermeira clínica, o refeitório e a Farmácia Satélite e o laboratório de Análises Clínicas”, destacou o prefeito Emanuel Pinheiro.

Do total, três leitos, são de estabilização e equipamentos. Eles estão montados com equipamentos de última geração, capazes de atender e estabilizar com supremacia quaisquer intercorrências graves, caso ocorra com algum paciente internado. Além disso, a etapa contará com farmácias satélites, laboratório e refeitório.

A exemplo da primeira, onde está funcionando a parte ambulatorial do HMC, os pacientes atendidos serão eletivos. Ou seja, a unidade não fará nesta etapa o atendimento chamado “Portas Abertas” e só receberá pacientes exclusivamente regulados pela Central de Regulação de Cuiabá.

Para garantir a segurança total dos pacientes que em sua maioria consistirá em modalidades pós-operatórios - a Secretaria de Saúde de Cuiabá está usando um método de classificação diferenciado, capaz de avaliar e garantir a estabilidade dos pacientes encaminhados ao HMC.

O novo HMC é administrado pela Empresa Cuiabana de Saúde Pública, a mesma atualmente responsável pelo Hospital São Benedito. Para a abertura dos 90 leitos, conforme a prefeitura, foi feita a Empresa Cuiabana terceirizou os serviços, além da contratação de novos profissionais da área médica e de enfermagem. Porém, até o fechamento desta matéria, a prefeitura não havia informado o nome da empresa terceirizada e/ou o número de trabalhadores contratados, bem como o valor do contrato.

Em janeiro passado, a unidade já havia disponibilizado o setor de ambulatórios para atendimento em diferentes especialidades. A terceira etapa, que consiste os atendimentos em urgência e emergência, está prevista ser entregue em maio próximo.

CORREDORES – A prefeitura garantiu ainda ontem que zerou os corredores do atual Hospital e Pronto Socorro Municipal de Cuiabá (HPMC) no fim de semana. A medida, que proporcionará atendimentos mais humanizados aos pacientes, foi possível graças à entrega da reforma do quarto andar da unidade hospitalar e da entrega dos 90 leitos do HMC. Segundo o secretário de Saúde, Luiz Antônio Possas de Carvalho, as duas entregas marcam o início da virada de página da Saúde.

A expectativa da gestão é que, a partir dessa nova realidade, a unidade hospitalar passe a atuar desafogada e com zero pacientes nos corredores. “Esse início de virada de página na Saúde de Cuiabá, que é premissa do prefeito Emanuel Pinheiro, foi proporcionado pela reforma de 15 leitos do atual PS, que foram entregues climatizados e totalmente equipados com novas mobílias. E também por conta dos 90 leitos de retaguarda no HMC. Com os novos leitos, equipes da Secretaria de Saúde atuaram em regime de força-tarefa e, neste sábado e domingo, zeraram os corredores do PS – transferindo estes pacientes para os dois novos espaços”, explicou Possas por meio da assessoria de imprensa.

Com mais de 30 anos sem reforma, o atual PS deverá receber uma nova formatação tão logo a terceira e última etapa do HMC seja entregue à população. O projeto da atual gestão é submeter à unidade, que atualmente recebe mais de 60% de pacientes de outros municípios do Estado, a uma grande reforma estrutural e, após isso, transformá-la em Hospital da Família (H-FAM). Na nova formatação, o gestor espera atender um número maior de cuiabanos ofertando-os as especialidades: Materno Infantil, unidade referencial para idosos, Saúde Mental e ainda leitos para pequenas cirurgias e retaguarda para o HMC e para o Hospital Municipal São Benedito.

Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




20:08 Ministro defende proposta da indústria para rotular alimentos
20:07 De 380 escolas, só seis têm a telemedicina como matéria obrigatória
20:01 BOA DISSONANTE
20:00 A revogação da prisão preventiva de temer
20:00 Fim dos lixões e aterros sanitários


19:59 Despertar da educação
19:59 Jabuticaba
19:58 Final de The Big Bang Theory acerta no equilíbrio entre comédia e emoção
19:58
19:57 Os homens que não amavam as mulheres
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018