Sexta feira, 22 de março de 2019 Edição nº 15179 15/03/2019  










SANTA CASA Anterior | Índice | Próxima

Pinheiro e Botelho vão a Brasília atrás de recursos

KAMILA ARRUDA
Da Reportagem

A Prefeitura de Cuiabá, a Assembleia Legislativa e a Câmara de Vereadores da Capital se uniram em prol da Santa Casa de Misericórdia. Representantes dos três poderes vão a Brasília na próxima quarta-feira (20) buscar uma solução para o impasse envolvendo a unidade de saúde, que suspendeu os atendimentos na última segunda-feira (11).

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), o presidente do Parlamento Estadual Eduardo Botelho (DEM) e quatro vereadores da Capital seguem para Brasília para participar de uma reunião com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, a qual está sendo articulada pela bancada federal de Mato Grosso.

“Nós temos que fazer um estudo da situação, e isso já foi feito pela CPI que está instalada na Câmara de Vereadores. Eles já levantaram toda a situação da Santa Casa, porque isso e um problema antigo. Nós criamos o Fundo da Saúde, que foi proposto pela Assembleia, que dá um valor para os filantrópicos, mas não resolveu. Então, agora não podemos nos afobar. Nós precisamos criar uma situação para resolver a questão em definitivo, e é isso que estamos buscando. Vamos envolver todos os poderes para criar um triunvirato para resolver essa situação da Santa Casa”, explicou Botelho.

Na última quarta-feira (13), o Legislativo Municipal encaminhou ao prefeito Emanuel Pinheiro um requerimento sugerindo que seja feita a intervenção na unidade de saúde.

A indicação foi aprovada na sessão plenária da última terça-feira (12) e encaminhada para a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga os contratos firmados pela Prefeitura de Cuiabá com Hospitais Filantrópicos da Capital.

A expectativa era de que os trabalhos da CPI fossem concluídos na próxima semana com a apresentação do relatório final. Contudo, diante da oitiva do ex-presidente da Santa Casa, Antônio Preza, realizada nesta quarta-feira (13), a Comissão optou por dar continuidade na investigação.

Desta forma, os vereadores decidiram enviar, de imediato, o requerimento ao Executivo. “Todos nós, os 25 vereadores da Câmara Municipal, deixamos de lado a cor partidária para lutarmos juntos por uma só causa bem como outros órgãos. Nós estamos buscando todos os caminhos possíveis para encontrar uma saída para este imbróglio. Nós estamos vivendo a Santa Casa 24 horas por dia e não vamos descansar enquanto não solucionarmos todos esses obstáculos pelos quais passa a Santa Casa, que afetam principalmente funcionários pacientes”, pontuou Misael Galvão (PSB), presidente da Câmara de Cuiabá.

Enquanto o impasse não é solucionado, o prefeito afirma que dará um posicionamento quanto aos pacientes que encontram-se internados na Santa Casa, bem como aqueles que realizam atendimento na unidade. De acordo com ele, o anúncio sobre este encaminhado será feito as 9 horas desta sexta-feira (15), durante coletiva de imprensa a ser realizada no Palácio Alencastro.

Na oportunidade, o emedebista também deve se posicionar quanto a possibilidade de intervenção sugerida pelos vereadores.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:52 Múltiplas tragédias, uma causa!
17:42 Deputado de MT cobra urgência na análise do FEX
17:41 Wilson Santos e Ricardo Saad disputam comando do PSDB
17:41 Botelho acredita que pedido de empréstimo do governo passará na AL
17:41 Mauro acerta com bancada federal destino de recursos


17:13 Cuiabá rumo aos 300 anos
17:12 Não se pode negar a diferença
17:12 Twitter e imprensa
17:11 Temer na cadeia
17:09
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018