Sábado, 20 de julho de 2019 Edição nº 15202 18/04/2019  










Anterior | Índice | Próxima



Só pensa naquilo

O ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD) está em franca campanha a senador, na certeza de que o TSE vai ratificar a decisão do TRE que cassou Selma Arruda (PSL). Ele atua nos bastidores, em busca de apoio a seu projeto.

Nem aí

O empenho de Fávaro é tanto, que, segundo as informações, ele não estaria mais ligando para o Escritório do Governo de MT em Brasília, para cuja chefia foi nomeado pelo governador Mauro Mendes (DEM), há dois meses.

Rejeição

Na articulação nos bastidores, o dono do PSD já ganhou um apoio importante: do próprio Mendes. Mas, ele encontraria forte resistência dos líderes dos demais grupos que formam a base do governador.

Sem caciques

Fávaro não tem, por exemplo, o respaldo de figuras importantes, no contexto da base de MM, como o senador Jayme Campos (DEM), o deputado federal Carlos Bezerra (MDB) e o vice-governador Otaviano Pivetta (PDT).

Na rede

Enquanto isso, Selma Arruda festeja o fato de, diariamente, receber manifestações de apoio nas redes sociais. Em um dia, conforme revelou no Instagram, um post seu recebeu quase duas mil curtidas e mais de 300 comentários.

Óleo de peroba

Nesta semana, após depor no Fórum, Silval Barbosa defendeu a retomada das obras do VLT Cuiabá-VG. O mesmo modal de transporte que empacou nos trilhos porque seu Governo desviou R$ 1 bilhão pelos buracos das obras.

Propina

O caradurismo de SB passou despercebido pelos jornalistas, que não lembraram de questioná-lo sobre a confissão de que ele fez à Justiça, de que cobrou R$ 18 milhões em propina, durante as negociações para implantar o VLT.

Mais esquema?

Segundo o site MidiaNews, há expectativa de que a Sema seja alvo de uma nova operação policial. Dois grupos empresariais de Mato Grosso teriam se beneficiado com licenças irregulares. O esquema seria da gestão passada.

“Terra à Vista”

Em 2017, a Polícia Civil desarticulou um esquema de fraude no Sistema de Comercialização e Transporte de Produtos Florestais (Sisflora). Agora, envolveria licenças para PCHs (Pequenas Centrais Hidrelétricas).

Falta do que fazer

Depois de agradar o presidente Jair Bolsonaro (PSL) com a homenagem, o deputado Sílvio Fávero (PSL) propôs título de Cidadão de MT a Luciano Hang, dono das lojas Havan. São os únicos feitos de Fávero como deputado, até agora.

...............

Janaína “presidenta”

Nos 184 anos da Assembleia, Janaína Riva (MDB) é a primeira mulher a assumir o comando do Legislativo. Ontem, ela tomou posse interinamente, com a licença de Eduardo Botelho (DEM). No discurso, a deputada afirmou que não se sentia uma herdeira política – numa clara referência ao pai, José Riva -, mas “a deputada de Mato Grosso”. Na última eleição, ela foi a mais votada: 51.546 votos.

...............

Um e outro

Nos quatro meses em que ficará afastado da AL, o deputado Eduardo Botelho vai analisar a viabilidade de disputar as eleições municipais de 2020. Está entre o Palácio Alencastro e o Paço Municipal Couto Magalhães.

Me engana

Na “disputa” pela vaga de Selma Arruda no Senado, um dos maiores incentivadores do deputado federal Nelson Barbudo (PSL) é Victório Galli (PSL). Simples: se Barbudo sair, o ex-deputado assume a vaga na Câmara.

Em silêncio

No meio político, os comentários são de que o ex-governador Júlio Campos (DEM) trabalha em silêncio sua candidatura ao Senado, numa eventual eleição suplementar. Ainda que os conselhos de familiares sejam para ele desistir.

Análise

Para analistas, Julinho é um nome que agradaria parte considerável da base do Governo, incluindo o “núcleo duro”. Ele teria apoio do DEM, do MDB, do PDT e, até mesmo, do PR de Wellington Fagundes e do PTB de Chico Galindo.

Suprema decepção

“Num colegiado de 11 magistrados, o inquérito secreto de Dias Toffoli e relatado por Alexandre de Moraes resulta numa estatística perversa: 18% do STF conferem aos 82% restantes uma péssima reputação”, diz Josias de Souza.

Banda muda

O jornalista, que escreve no site UOL, acrescenta que, “nesse contexto, soa perturbador o silêncio das nove togas que compõem a banda muda da Suprema Corte.” Inclusive, o sempre polêmico mato-grossense Gilmar Mendes.

Descarte

Inaugurada em novembro de 2018, a revitalização da Av. Mato Grosso, em Cuiabá, deixou a desejar. Cinco meses depois, parte das luminárias queimou. Moradores e comerciantes suspeitam que os equipamentos eram usados.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




18:08 MT Prev arrecada R$ 1,3 bilhão a menos que o necessário para pagar aposentados
18:07 Eleição para prefeito em Cuiabá divide tucanos
18:07 Governo conclui pagamento da folha de junho
18:06 Jovem agride ex-companheira em delegacia e é preso
18:05 Preso rapaz que estuprou e matou criança de 8 anos


18:04 Exame identifica segunda ossada de mulher desaparecida
18:04 Irmãos são assassinados e levados para UPA que acaba fechada
18:03 Coronel confessa grampo a pedido de Pedro Taques
18:01 Erros de advogados iniciantes
18:00 Capital humano
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018