Domingo, 24 de março de 2019 Edição nº 15166 22/02/2019  










Anterior | Índice | Próxima

Com 13 votos, Guilherme Maluf é indicado ao TCE

KAMILA ARRUDA
Da Reportagem

A Assembleia Legislativa oficializou a indicação do deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB) ao cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Após passar pelo crivo da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) e também do colégio de líderes, o parlamentar tucano foi avalizado pelo plenário da Casa de Leis durante sessão plenária realizada ontem, quinta-feira (21).

Maluf recebeu 13 votos favoráveis, exatamente a quantidade necessária para garantir a indicação. Outros oito deputados votaram contra o parlamentar. Além disso, ainda foram registradas duas abstenções e uma ausência.

Seguindo o que determina o Regimento Interno da Casa de Leis, a votação foi realizada de forma secreta. Em razão de falhas no sistema eletrônico, o processo precisou ser repetido duas vezes.

Antes da votação, entretanto, o deputado teve 30 minutos para fazer uma explanação sobre o seu curriculum. Após isso, ele foi sabatinado peles seus colegas de parlamento.

“Reúno sim os quesitos necessários para vaga e inclusive os que foram discutidos aqui durante o rito, que é a ficha limpa. Existem sim processos contra mim e quem ocupa cargos públicos também sofre com alguma questão judicial, mas nossa legislação fala na presunção de inocência. Então, até sermos condenados em decisão colegiada, temos sim a reputação ilibada e estamos aptos a sermos conselheiros do TCE”, afirmou Maluf durante a sua apresentação.

O tucano ainda aproveitou a oportunidade para defender mudanças na forma de atuação da Corte de Contas. Para ele, o Tribunal deve promover um julgamento mais politizado e menos punitivo, levando em consideração a realidade financeira do Estado e dos municípios, e não apenas questões técnicas.

“Defendo Tribunal que seja mais preventivo, que possa capacitar servidores, os próprios servidores do Município, porque aí podemos fazer com que municípios possam economizar. O Tribunal tem que colaborar com o desenvolvimento do Estado. Onde você possa ter mais eficiência financeira, mais economia”, disse.

Maluf disse também que pretende ser um elo entre a instituição e a Assembleia Legislativa: “Gostaria de estar ocupando essa cadeira, coloquei meu nome, estou sendo sabatinado com muito respeito a esse parlamento. Tenham certeza que minha presença no TCE, se assim os senhores quiserem, vai engrandecer muito essa relação”.

Durante a sabatina, a maioria dos parlamentares presentes utilizou o espaço reservado para perguntas para fazer pontuações sobre a atuação do órgão.

Diante da aprovação, o projeto de resolução que oficializa a indicação de Maluf ao cargo de conselheiro segue para o governador Mauro Mendes (DEM), que é o responsável por fazer a nomeação.

Após a nomeação, compete ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) dar posse ao novo conselheiro.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:52 Múltiplas tragédias, uma causa!
17:42 Deputado de MT cobra urgência na análise do FEX
17:41 Wilson Santos e Ricardo Saad disputam comando do PSDB
17:41 Botelho acredita que pedido de empréstimo do governo passará na AL
17:41 Mauro acerta com bancada federal destino de recursos


17:13 Cuiabá rumo aos 300 anos
17:12 Não se pode negar a diferença
17:12 Twitter e imprensa
17:11 Temer na cadeia
17:09
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018