Domingo, 24 de março de 2019 Edição nº 15163 19/02/2019  










REPETECOAnterior | Índice | Próxima

Corinthians usa clássico para transformar vilão em herói

Da Uol/Folhapress – São Paulo

Além de servirem como motivo de festa para os torcedores, os clássicos em 2019 têm um papel importante no Corinthians: o de transformar o vilão do momento em herói da torcida.

Domingo, na vitória em cima do São Paulo, foi a vez de Manoel dar a volta por cima e sair de Itaquera aclamado pela torcida. Alguns, até o apontaram como o melhor em campo durante os 90 minutos que tiveram poucos lances com boa técnica.

Contratado por empréstimo do Cruzeiro, o zagueiro tem ficado no centro dos protestos dos corintianos que gostariam de ver a equipe de Fábio Carille em outro nível técnico. O treinador, aliás, sempre ressalta a confiança em seu atleta e diz que o entrosamento com Henrique é questão de tempo.

No outro clássico da temporada, o Corinthians conseguiu recuperar Danilo Avelar. Com o gol da vitória em cima do Palmeiras, em pleno Allianz Parque, o time viu o lateral esquerdo ganhar um respiro na sua relação com o torcedor.

Antes disso, o lateral esquerdo liderava a lista de xingamentos da torcida. Como era a única opção por conta da presença de Carlos Augusto na seleção sub-20, o desgaste aumentava jogo a jogo.

Ontem, diante do São Paulo, ele já teve bem mais calma para tocar na bola e não ouviu as mesmas vaias imediatas que normalmente recebia quando tocava na bola.

No início do ano, o amistoso contra o Santos também serviu para fazer Gustavo fazer seu primeiro da temporada e vencer a desconfiança que tinha da torcida. Contra o São Paulo, ele marcou o seu sétimo gol em dez partidas.

DEFINIÇÃO

O experiente volante Ralf, de 34 anos, um dos líderes do elenco corintiano, acredita que a indefinição sobre os titulares tem prejudicado o desempenho da equipe. Até o momento, o Corinthians não repetiu a escalação nenhuma vez no ano.

"Quanto antes o professor definir o time, melhor, para termos um padrão de jogo, saber onde o companheiro está. Isso conta muito. Acho que já passou da hora, esse é o momento certo de estar definindo a equipe", disse Ralf em entrevista ao SporTV.

O jogador também fez uma autocrítica ao desempenho dos jogadores da defesa.

"O professor Carille vem estudando a melhor proposta para nós da parte defensiva. Sabemos que é início de competição, mas não podemos ficar tomando gols bobos e perdendo pontos. Na Copa do Brasil poderíamos ter uma eliminação precoce", criticou o cão de guarda.

Ralf, contudo, desponta como uma das poucas definições do time de Fábio Carille. Como primeiro volante, tem vaga assegurada, principalmente após a lesão de Gabriel, que passará por cirurgia no tendão da perna direita e ficará três meses fora. Neste ano, o camisa 15 disputou apenas um jogo.

Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:52 Múltiplas tragédias, uma causa!
17:42 Deputado de MT cobra urgência na análise do FEX
17:41 Wilson Santos e Ricardo Saad disputam comando do PSDB
17:41 Botelho acredita que pedido de empréstimo do governo passará na AL
17:41 Mauro acerta com bancada federal destino de recursos


17:13 Cuiabá rumo aos 300 anos
17:12 Não se pode negar a diferença
17:12 Twitter e imprensa
17:11 Temer na cadeia
17:09
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018