Sexta feira, 23 de agosto de 2019 Edição nº 15157 09/02/2019  










UFC/VOLTAAnterior | Índice | Próxima

Anderson Silva elogia Adesanya, mas discorda de comparação

ARQUIVO
Anderson voltará a entrar no octógono pela primeira vez desde fevereiro de 2017, quando venceu Derek Brunson por decisão unânime
GUSTAVO SETTI
Da Uol/Folhapress – São Paulo

Anderson Silva faz seu retorno ao UFC, na madrugada deste domingo, depois de quase dois anos desde sua última luta. O ex-campeão do Ultimate terá pela frente Israel Adesanya em duelo do peso médio no UFC 234, em Melbourne, na Austrália. Apesar das comparações, o veterano brasileiro de 43 anos não vê a promessa nigeriana de 29 como sua "versão melhorada".

"Porque ele não é o Anderson. Cada um tem seu estilo, tem sua história. Ele tem a dele, e eu tenho a minha. Não tem como comparar uma coisa com a outra. É como você comparar Ronaldinho Gaúcho e Ronaldo. Não tem comparação", disse em entrevista por telefone à reportagem.

Adesanya já declarou publicamente que é um grande admirador de Spider, e o brasileiro não deixou de elogiar o adversário. "É uma grande honra poder lutar contra um garoto talentoso que tem um futuro enorme nesse esporte, principalmente dentro do UFC. Estou bastante honrado com essa oportunidade", afirmou.

Anderson voltará a entrar no octógono pela primeira vez desde fevereiro de 2017, quando venceu Derek Brunson por decisão unânime. Depois disso, ele testou positivo para testosterona sintética (metiltestosterona) e diurético e agente mascarante (hidroclorotiazida) e ficou suspenso de novembro de 2017 a novembro de 2018. Apesar da punição, a USADA (Agência Antidoping dos EUA) disse em julho do ano passado que o brasileiro usou um suplemento contaminado por substância proibidas vindas de uma farmácia de manipulação.

"Passado é passado. Foi tudo esclarecido, e o mais importante é que descobriram que eu sou inocente. Isso é o que importa para mim", declarou Anderson.

O Spider já disse que Dana White, presidente do UFC, garantiu a ele que o brasileiro disputará o cinturão da categoria caso vença Adesanya. Se isso realmente acontecer, Anderson terá a chance de ser campeão dos médios antes de se aposentar, mas o foco está na próxima luta.

"Estou muito feliz de poder voltar a lutar e estou super contente com essa oportunidade. Vamos dar o máximo para poder levar essa vitória para o Brasil. Mesma expectativa, foco na luta de domingo, e o resto a gente vai pensar depois", afirmou Spider.

Apesar de ainda não colocar uma data para pendurar as luvas, ele também já vem trabalhando há anos fora do MMA. Nesta semana, inclusive, estreou como jurado em um show de talentos na TV nos Estados Unidos, e os projetos não param por aí.

"Tem muita coisa que a gente já fez e que vai começar a aparecer agora. Vou seguir trabalhando e aproveitando as oportunidades que estão me dando no país onde eu moro, que é os EUA. Venho desenvolvendo coisas com a Netflix, outros canais de internet, YouTube, etc. A gente está trabalhando, isso enobrece o homem", finalizou Anderson Silva.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:31 Mauro "pede a Deus" por empréstimo
19:31 BOA DISSONANTE
19:30 Incentivos fiscais: novos tempos!
19:29 Preservação
19:29 60 anos da Rádio Difusora Bom Jesus


19:28 Lista da privatização
19:28 Desserviço
19:27 Livro dribla melodrama com personagem que usa sono para superar luto
19:27
19:26 Raul Seixas persiste 30 anos após morte
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018