Quarta feira, 26 de junho de 2019 Edição nº 15119 13/12/2018  










CASA NOVAAnterior | Índice | Próxima

Flamengo acerta e técnico Abel Braga retorna ao clube

Da Uol/Folhapress – Rio

Eleito no último sábado, o presidente Rodolfo Landim confirmou a primeira contratação da sua gestão no Flamengo. O técnico Abel Braga acertou os detalhes e assinará compromisso por um ano com o clube após a posse do mandatário. Não há multa rescisória no vínculo.

A chapa eleita no Rubro-negro e o profissional já tinham um acordo desde antes do pleito, mas faltavam algumas pendências para sacramentá-lo. Uma delas envolvia a formação da comissão técnica. Na reformulação do departamento de futebol, a diretoria tinha a ideia de que apenas o grupo fixo de trabalho do clube atuasse junto ao treinador.

Nas conversas, no entanto, as partes entenderam por bem a chegada de dois profissionais da confiança de Abel Braga. São eles: o auxiliar Leomir e o observador técnico Fábio Moreno.

POSSE

O presidente Rodolfo Landim tomará posse apenas na segunda quinzena de dezembro e o contrato com Abel será assinado depois disso. A parte burocrática por conta da troca de gestão, porém, não implicou na concretização do negócio.

Abel Braga retorna ao Flamengo após 15 anos. Em 2004, ele foi campeão da Taça Guanabara e do Campeonato Carioca defendendo as cores rubro-negras. A passagem teve 44 jogos, com 19 vitórias, 12 empates e 13 derrotas. No mesmo ano, o vice-campeonato da Copa do Brasil para o Santo André ficou marcado negativamente para o treinador junto aos torcedores.

Aos 66 anos, o experiente técnico era sonho antigo do clube. Inclusive, a gestão que ainda está no poder sob o comando de Eduardo Bandeira de Mello tentou -pelo menos em duas oportunidades- a sua contratação. Agora, deu certo.

COMITÊ DE FUTEBOL

O comando do futebol no Flamengo na futura gestão Rodolfo Landim se desenha diferente daquele sob o comando de Eduardo Bandeira de Mello. Sai a figura central do diretor executivo e entra um comitê para dar sustentação ao vice da pasta Marcos Braz, responsável por centralizar as decisões.

O comitê terá cinco integrantes e se reportará ao mandatário. Além do próprio Marcos Braz e do vice de relações externas Luiz Eduardo Baptista, o Bap, três integrantes figuram no processo: Dekko Roisman, Diogo Lemos e Fábio Palmer. Eles são ligados, respectivamente, aos grupos políticos FlaFut, Sinergia e Ideologia.

INDICAÇÕES

A ideia da nova diretoria é a de que as indicações de reforços partam de quem tem compromisso direto com o clube, de forma a minimizar os erros. Os dirigentes acreditam que o modelo, utilizado no primeiro mandato de Eduardo Bandeira de Mello, possa auxiliar o trabalho de Marcos Braz, que fará as negociações.

A nova diretoria reprova a centralização do processo em apenas uma pessoa. No caso, o diretor executivo. Esse posto, inclusive, existe no organograma, mas com funções reduzidas e sem interferência na questão de mercado.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




18:50 BOA DISSONANTE
18:49 "Pacote" de ajustes de Mauro economizará R$ 900 milhões em 4 anos em MT
18:48 De seguir a perseguir
18:48 Desse mato não sai coelho
18:48 Política e a crise


18:47 Polêmicas inúteis
18:47 Investigação materna
18:46
18:45 Famosos que sumiram com o tempo
18:45 Crime e Castigo prova que a fé não nos deixa incapazes de pensar
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018