Quarta feira, 26 de junho de 2019 Edição nº 15118 12/12/2018  










R$ 510 MILHÕESAnterior | Índice | Próxima

Senado aprova liberação do FEX, MT é o maior beneficiário

Da Reportagem

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado aprovou ontem, terça-feira (11), o projeto de lei que autoriza a União a liberar o pagamento de R$ 1,95 bilhão do Auxílio Financeiro de Fomento às Exportações (FEX) aos Estados.

O projeto aprovado prevê que Mato Grosso receba um total de R$ 510 milhões, dos quais 20% devem ser entregues às prefeituras, de acordo com regra do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Maior exportador de commodities agrícolas do País, Mato Grosso é o Estado que tem maior participação na distribuição do FEX, criado para compensar a não cobrança de ICMS, estabelecida na Lei Kandir. Minas Gerais recebe R$ 261 milhões e o Rio Grande do Sul um total de R$ 189 milhões.

O prazo para o pagamento do FEX pelo Governo Federal vence no dia 31 de dezembro.

O senador Wellington Fagundes (PR) defendeu que a União faça o repasse ainda este ano. Ele informou que já esteve com o presidente Michel Temer (MDB), com ministros da área econômica e também da Articulação Política, no Palácio do Planalto, buscando caminhos para garantir a transferência em tempo hábil para que governadores e prefeitos possam honrar compromissos deste ano.

“Todos os anos o Estado tem passado por essa dificuldade [de liberação dos recursos]. É fundamental para recompor a receita das unidades da federação que estão cumprindo com o seu dever de ajudar o País, especialmente no equilíbrio da balança comercial, exportando produtos primários e semielaborados”, disse.

Wellington lamentou o fato de que, até o momento, o projeto aprovado na Comissão Especial Mista do Congresso Nacional regulamentando as transferências aos Estados e municípios - previstas na Lei Kandir - ainda não tenha sido votado pela Câmara dos Deputados.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




18:50 BOA DISSONANTE
18:49 "Pacote" de ajustes de Mauro economizará R$ 900 milhões em 4 anos em MT
18:48 De seguir a perseguir
18:48 Desse mato não sai coelho
18:48 Política e a crise


18:47 Polêmicas inúteis
18:47 Investigação materna
18:46
18:45 Famosos que sumiram com o tempo
18:45 Crime e Castigo prova que a fé não nos deixa incapazes de pensar
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018