Sábado, 23 de março de 2019 Edição nº 15118 12/12/2018  










SÃO PAULOAnterior | Índice | Próxima

Tricolor tenta um acerto com Caicedo

ALEXANDRE DE AQUINO
Da Folhapress – São Paulo

O São Paulo já mira um nome para o ataque. Trata-se do meia-atacante equatoriano Marcos Caicedo, 27 anos, que atua pelo Barcelona-EQU. Ele joga aberto pela esquerda e seria uma opção de beirada. Durante o Brasileiro deste ano, o Tricolor teve alguns problemas com Everton por causa de lesão.

O equatoriano tem contrato com o seu clube até o final de 2020. Para tirá-lo de lá em definitivo, o Tricolor paulista estaria disposto a investir até US$ 3 milhões (R$ 11,7 milhões) por ele.

Em seu Instagram, o jogador postou uma mensagem em tom de despedida.

"Obrigado a Deus por me dar esta linda oportunidade. Passei por momentos bons e ruins", disse recentemente ao lado de uma taça conquistada pelo Barcelona.

Além disso, o meia-atacante passou a seguir o São Paulo nas redes sociais.

Em 44 jogos este ano, Caicedo marcou apenas quatro gols e deu três assistências.

Ano passado, ele chegou a servir à seleção equatoriana em três oportunidades. Antes já havia jogado pela equipe nacional de base e disputado dois Sul-Americanos e um Mundial sub-20.

Além disso, ele ajudou o seu time a eliminar o Palmeiras da Libertadores, no Allianz Parque. Ao todo, em 2017, foram 39 jogos, quatro gols e duas assistências.

O baixo número de gols fez com que alguns torcedores são-paulinos reclamassem da provável contratação no Instagram de Caicedo.

"Cara, São Paulo é muito perigoso, país vive em crise, corrupção, futebol é pobre, péssima janela para a Europa. Fica aí mesmo. Se eu fosse você, renovava o contrato", escreveu um torcedor.

RODRIGO CAIO

O São Paulo não deve se opor à saída do zagueiro Rodrigo Caio, 25 anos, mas trata o assunto com cautela.

"Rodrigo Caio é um jogador que teve ótimos momentos no São Paulo, na seleção... Ele tem nível de seleção, não tenho dúvida, e participou como líder em fase complicada do São Paulo, onde ele acabou registrado", afirmou o diretor-executivo do clube, Raí.

"Vamos conversar com calma e decidir o que for melhor, sem perturbação", falou o dirigente são-paulino.

O técnico André Jardine gosta do futebol do defensor, mas prefere lavar as mãos diante do seu caso. Recentemente, o jogador manifestou o desejo de sair do time.

"É um jogador que a gente admira pelo histórico. É um caso que vai muito mais para a direção e para o jogador. Essa decisão eu deixo na mão deles", afirmou o comandante tricolor à ESPN Brasil.

A ideia do Tricolor, contudo, é deixar que as recentes declarações dadas pelo atleta esfriem e a fúria da torcida diminua para tentar valorizar o defensor, que tem passagens pela seleção brasileira, dentro do mercado.

Milan e Roma chegaram a fazer sondagens pelo jogador, que também tem mercado no futebol nacional.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:52 Múltiplas tragédias, uma causa!
17:42 Deputado de MT cobra urgência na análise do FEX
17:41 Wilson Santos e Ricardo Saad disputam comando do PSDB
17:41 Botelho acredita que pedido de empréstimo do governo passará na AL
17:41 Mauro acerta com bancada federal destino de recursos


17:13 Cuiabá rumo aos 300 anos
17:12 Não se pode negar a diferença
17:12 Twitter e imprensa
17:11 Temer na cadeia
17:09
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018