Domingo, 18 de agosto de 2019 Edição nº 15114 06/12/2018  










LOUVADAAnterior | Índice | Próxima

Nova fábrica de cerveja em Cuiabá está entre as mais modernas do país

Da Reportagem

O mercado de cervejas artesanais vem crescendo significativamente no país. As fábricas têm investido não só no aumento da produção, mas também em novos estilos e sabores e, especialmente, na qualidade da bebida ofertada ao público. Em Mato Grosso a Cervejaria Louvada se beneficia do momento e no dia 13 de dezembro inaugura uma nova planta em Cuiabá (MT), ainda maior e mais tecnológica.

O mestre cervejeiro da Louvada, Gregório Ballarotti Laurindo, explica que, além do aumento da capacidade produtiva, a nova fábrica chega para figurar entre as mais modernas do país no âmbito das cervejarias artesanais. “Será totalmente automatizada. Além disso, adquirimos um software alemão, o principal utilizado hoje nas maiores cervejarias do mundo. Assim, conseguimos um refinamento na gestão dos processos e um melhor controle da produção em todos os aspectos”, destaca.

Segundo Gregório, o principal impacto será na qualidade da cerveja. “Então, com equipamentos mais eficientes, mais tecnologia, melhor controle e o cuidado na escolha das melhores matérias-primas, que está na essência da Louvada, podemos afirmar com toda a certeza que será um produto ainda melhor do que oferecemos hoje aos nossos clientes. Eles vão se surpreender”, garante o empresário.

O cervejeiro informa também que houve o investimento em um microssistema de produção, para até 100 litros por vez. O objetivo é desenvolver novas receitas, fórmulas e estilos de cerveja. Graças a ele, virão novidades, adianta o mestre cervejeiro.

“Provavelmente no ano que vem haverá alguns lançamentos provenientes desses testes, desse laboratório em que nós investimos. É, na verdade, uma minifábrica, um equipamento menor para justamente podermos fazer mais experiências, ousar mais”, reforça. Há inclusive a possibilidade de criar produtos exclusivos para atender demandas próprias e dos clientes. “O que vai acontecer é a gente fazer muita degustação. Colocar um barril na loja da fábrica para ver o que o público acha”, projeta.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:03 Juiz prevê "prisão em massa" de membros do MPE
17:02 Os eternos donos do poder
17:02 Digital influencer
17:02 O STF e o combate ao crime organizado
17:01


17:01 Sinais de alerta na economia
17:00 Exposição em Paris transforma inteligência verde da floresta em arte
16:59 Gustavo Mioto planeja novo DVD no local de seu 1º show no Nordeste
16:59 Dupla sertaneja Diego e Victor Hugo tenta se firmar com músicas românticas
16:58 Número de discos vendidos por João Gilberto é nebuloso e trava processo milionário
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018