Quarta feira, 14 de novembro de 2018 Edição nº 15083 17/10/2018  










NOVO SHOPPINGAnterior | Índice | Próxima

Risco de acidente deve aumentar na Miguel Sutil

O alerta é do delegado Christian Cabral que critica a falta de medidas de segurança viária para mitigar ou evitar acidentes de trânsito

DINALTE MIRANDA/DC
Sem planejamento viário, risco de acidente deve aumentar na Miguel Sutil com inauguração de novo shopping, dia 23
JOANICE DE DEUS
Da Reportagem

Principal via expressa de Cuiabá, a Avenida Miguel Sutil terá aumento no trânsito de veículos e de pessoas nas proximidades do Shopping Estação, previsto para ser inaugurado no próximo dia 23 deste mês. Atualmente, ao longo da via já é comum os condutores trafegarem acima da velocidade permitida que é de 60 quilômetros por hora. Mas apesar disso, nenhuma medida de segurança viária foi adotada até o momento para diminuir ou zerar os riscos de acidentes.

O alerta quanto a falta de planejamento viário nas proximidades do empreendimento é do titular da Delegacia de Trânsito (Deletran), delegado Christian Cabral. “Haverá uma maximização do fluxo de pedestres e de veículos em razão do funcionamento do shopping, mas nem o poder público nem os próprios empreendedores adotaram alguma medida para mitigar os efeitos negativos e para melhorar a segurança viária. A estrutura viária permanece idêntica ao que era antes do empreendimento e não vai suportar o fluxo maior”, afirmou o delegado.

Ontem pela manhã, a reportagem do DIÁRIO esteve no local e constatou o trânsito já intenso de carros, caminhões e motocicletas em frente ao shopping nos dois sentidos da Miguel Sutil. Sequer há faixa de pedestre no local. “Atravessar a avenida é um grande risco para qualquer pessoa. É maior ainda para crianças e idosos”, comentou o servente João Augusto Souza, 44 anos. “Se você observar sequer tem acostamento para os carros caso ocorra algum problema”, acrescentou. Para atravessar a via, em meios aos carros e correndo, leva-se em média 10 minutos.

Entre as medidas citadas pelo delegado que poderia amenizar o problema estão a instalação de passarela elevada ou subterrânea para os pedestres, lombada eletrônica ou semáforo. “Também não pensaram no desvio do fluxo de veículos que vão entrar no estacionamento. Que entrassem pelas ruas dos fundos e não pela Miguel Sutil, que é uma via expressa onde os carros passam com certa velocidade. O shopping vai entrar em funcionamento com a estrutura viária exatamente idêntica ao que era antes e com o fluxo de pedestres e veículos maximizado o que vai resultar em acidentes. Não precisa ser vidente para enxergar isso”, reforçou.

Para ele, a melhora saída seria a instalação de passarela suspensa ou subterrânea. “O ideal é reduzir o risco (de acidentes) a zero. No caso de uma passarela não prejudica a mobilidade dos veículos e reduz a zero os riscos com o pedestre por que se é colocada uma grade no canteiro central impede-se a travessia pela avenida. Existem soluções para todos os gostos e bolsos, mas tem que se pensar na segurança, o que não está sendo feito”, ponderou.

Cabral acredita ainda que as melhorias devem ser levadas para outros pontos da avenida. “A Miguel Sutil conta com vários locais com problemas para atender o fluxo de pedestre. Ela é uma via expressa que privilegia o tráfego de veículos em velocidade e o pedestre tem dificuldade para fazer a travessia. Ao longo da avenida, temos alguns pontos que são ícones, como aquele próximo ao viaduto da rodoviária, próximo ao Comper, onde já aconteceram inúmeros acidentes, além das rotatórias”, comentou.

Outro trecho citado está localizado onde ocorreu o acidente que vitimou o verdureiro Francisco Lucio Maia, 48 anos. O carro estava acima dos 100 km/h. “Sem querer apontar o dedo para ‘A’ ou ‘B’, o que está faltando aos nossos gestores é a preocupação em interagir o ambiente viário de forma a permitir não apenas a circulação do veículo, mas a interação com demais usuários das vias e também com o transporte coletivo”, disse.

Por meio da assessoria de imprensa, a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) frisou que o Shopping Estação ainda não foi inaugurado e garante que ações para a segurança de motoristas e pedestres que transitam pela região já vem sendo estudadas e serão implantadas em tempo hábil.

"Os impactos do aumento no fluxo, gerados pelo novo polo comercial, já vem sendo avaliados pela Pasta, que realizará adequações de engenharia concentradas no trecho da Avenida Miguel Sutil que passa em frente ao empreendimento. O objetivo é reduzir a velocidade dos veículos, evitando acidentes", disse.

Segundo o órgão municipal, todo o aparato necessário para isso faz parte do planejamento da equipe técnica da Diretoria de Trânsito, que chega nos próximos dias a fase de conclusão dos levantamentos necessários para as intervenções.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




18:02 Produtores não descartam protestos na Capital
18:01 Servidores públicos vão voltar a trabalhar 8 horas por dia
18:01 Sem RGA, servidores vão paralisar as atividades por 24 horas
18:01 Ex-secretário de Administração Geraldo de Vitto é condenado
18:01 Mauro Mendes pede corte aos Poderes


17:46 Nossa! Minha cidade sumiu
17:45 Neri Geller é`Preso por fraude no Ministério da Agricultura
17:45 BOA DISSONANTE
17:44 O recado foi dado
17:43
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018