Segunda feira, 10 de dezembro de 2018 Edição nº 15081 12/10/2018  










Anterior | Índice | Próxima



Guerra na AL

Do alto dos seus 51.546 votos que lhe garantiram a reeleição, a deputada Janaina Riva (MDB) entrou na briga pela presidência da Assembleia. E já elegeu um adversário: o atual presidente, Eduardo Botelho (DEM).

Coleira

Na Rádio Capital FM, ontem, Janaína disparou um torpedo em direção a Botelho. Disse que ele não defendeu os interesses do Legislativo e, como presidente, foi submisso ao governador Pedro Taques (PSDB).

Samaritano

A deputada aproveitou para defender o pai, o ex-deputado José Riva (sem partido). Disse que, embora muito criticado, ele deu espaço a todos os colegas, principalmente no comando de comissões da Casa.

Folha corrida

Para que tem memória curta. José Riva presidiu a AL por 12 longos anos. Em 2017, deixou a vida política, condenado a 27 anos de cadeia, sob a acusação de desviar R$ 40 milhões do próprio Legislativo.

“Mensalinho”

O MPE denunciou Riva por crimes de peculato e formação de quadrilha. Ele foi acusado de fraudar licitações e de criar o “mensalinho”, esquema pelo qual se pagavam propinas aos nobres parlamentares.

Staff

Na bolsa de apostas, especula-se que o governador eleito Mauro Mendes (DEM) está propenso a manter o atual secretário de Fazenda, Rogério Gallo, no 1º escalão. Só que na Procuradoria-Geral do Estado (PGE).

Trânsito

Gallo foi procurador municipal, no Governo de Mauro no Alencastro. Em 2017, ele assumiu a PGE, a convite de Pedro Taques, que, depois, o nomeou secretário de Fazenda. Ele tem um bom trânsito no Poder Judiciário.

Executiva

O governador eleito Mauro Mendes, o senador eleito Jayme Campos e o deputado federal Fábio Garcia participaram de uma reunião ampliada da Executiva Nacional do DEM, na quarta-feira, em Brasília.



Bolsonaro

Na reunião, o presidente do partido, ACM Neto (BA), anunciou que a sigla não apoia nenhum candidato à Presidência da República e liberou os filiados a apoiarem quem quiserem. Em MT, o DEM vai de Bolsonaro.

Cultura

O setor cultural do Estado vive a expectativa de mudanças no futuro Governo. Na campanha, Mauro prometeu “enxugar” a máquina, com a extinção de algumas pastas. Cultura pode ser “anexada” à Secretaria de Educação.

...............

O poder das redes sociais

O desconhecido Nelson Barbudo (PSL) foi eleito deputado federal com a maior votação: 126 mil votos. Produtor rural no Alto Taquari (Sul de MT), ele declarou o menor patrimônio - R$ 2,5 mil -, entre “tubarões” como Neri Geller (PP), também eleito, com R$ 9 milhões. Barbudo diz ter feito sua campanha praticamente nas redes sociais. Obviamente, ele “colou” na imagem de Jair Bolsonaro.

...............

Desprezo

Janaína Riva, Guilherme Maluf (PSDB) e Eduardo Botelho querem se consolidar como as únicas opções na disputa pelo comando da futura Mesa Diretora da AL. Esquecem, porém, que a Casa foi renovada em 58%.

Força

Dos 24 deputados estaduais eleitos, 14 são “marinheiros de primeira viagem”. Sua força política, no entanto, não pode ser desprezada. Eles podem se unir e encabeçar um projeto, digamos, independente.

Identidade

Botelho e Maluf se esforçam para garantir que a atual Mesa seja reeleita com a mesma composição. A maioria é alvo de investigação por suspeita de desvio de dinheiro do Detran e da própria Assembleia.

Peso

A turma do agronegócio deve começar a sentir, em janeiro, o peso da perda política. É dado como certo que o novo governador, Mauro Mendes, vai usar a mão pesada do Estado para tirar mais dinheiro dessa turma.



Algodão

Nos bastidores, está evoluindo a ideia de aumentar, por exemplo, a taxação sobre a produção de algodão. Diferente de Pedro Taques), MM não se elegeu com ajuda financeira do agronegócio.



Divisão

A coligação que elegeu Mauro Mendes governador está dividida quanto a apoio no 2º turno para presidente da República. O democrata é Bolsonaro. O deputado federal reeleito Carlos Bezerra (MDB) é Haddad (PT).

Toga unida

O desembargador Carlos Alberto Rocha foi eleito ontem presidente do Tribunal de Justiça para o biênio 2019-2020. O magistrado foi eleito, por assim dizer, por aclamação, já que não houve disputa interna.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




18:45 Neurilan Fraga é reeleito para comandar a AMM
18:45 Seis advogados disputam vaga de juiz titular do TRE
18:45 DEM se reúne com Mauro Mendes na próxima semana
18:44 Taques regulamenta mudanças no Prodeic
18:42 Governo define escalonamento até segunda-feira


18:14 Festa da literatura mato-grossense
17:52 MP pede reprovação das contas da deputada Janaína
17:52 BOA DISSONANTE
17:51 Juízes e delegados globalizados
17:50 Desserviço
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018