Quarta feira, 17 de outubro de 2018 Edição nº 15080 11/10/2018  










JUDICIÁRIOAnterior | Índice | Próxima

TJ elege hoje seu novo presidente

Da Reportagem

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso escolhe hoje seus novos dirigentes. O Edital nº 6/2018 do Tribunal Pleno do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, que trata da eleição para os cargos de presidente, vice-presidente e corregedor-geral da Justiça do Poder Judiciário de Mato Grosso para o biênio 2019/2020, será apreciado pelo Pleno hoje (11), em sessão ordinária administrativa, a partir das 8h30. A sessão será transmitida ao vivo pelo Youtube.

Apenas o desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha concorre ao cargo de presidente. Para o cargo de vice-presidente a única candidata é a desembargadora Maria Helena Gargaglione Póvoas e, para a Corregedoria-Geral da Justiça (CGJ), dois desembargadores se candidataram: José Zuquim Nogueira e Luiz Ferreira da Silva.

Além da eleição da nova diretoria do Judiciário Estadual, também serão escolhidos os desembargadores que irão compor as comissões permanentes.

O presidente do TJMT, desembargador Rui Ramos Ribeiro, dará início ao processo de eleição e votação no horário previsto na convocação. Todos os 30 desembargadores do TJMT têm direito a voto.

Aos desembargadores em exercício, ausentes por motivo justificado na sessão de escolha dos dirigentes, é facultado votar por carta, em envelope lacrado, entregue à Presidência até o início da sessão, resguardando-se o sigilo.

A sessão de posse da nova diretoria eleita será realizada no dia 19 de dezembro, e o efetivo exercício dos eleitos se dará no dia 1º de janeiro de 2019.

NOVO PRESIDENTE - Natural de São Paulo e formado em Psicologia pelas Faculdades Farias Brito (hoje Universidade de Guarulhos -SP) e em Ciências Jurídicas e Sociais pelas Faculdades Integradas de Guarulhos (SP), Carlos da Rocha foi aprovado no concurso para a Magistratura de Mato Grosso em 1985. Em 2008, foi empossado desembargador.

Ele chegou ao posto de desembargador pelo critério de merecimento após a aposentadoria de Ernani Vieira de Souza, em novembro de 2007.

Como juiz, ele atuou nas comarcas de Nortelândia, Arenápolis, Porto dos Gaúchos, Juara, Nobres, Rosário Oeste, São José do Rio Claro, Cuiabá, Sinop e Diamantino.

Atuou ainda no Juizado Especial do Bairro Planalto (Cuiabá); como juiz auxiliar da Presidência do TJMT e como juiz presidente da Segunda Turma Recursal Cível dos Juizados Especiais. Antes da promoção para o cargo de desembargador, atuava como juiz substituto de Segundo Grau.

Rocha terá a missão de administrar um orçamento de R$ 1,01 bilhão em 2019.

Um dos principais desafios do novo presidente para ano que vem será buscar um consenso com o governador eleito Mauro Mendes (DEM) sobre o repasses do duodécimo.

O democrata vem afirmando que os Poderes devem "contribuir" com o Executivo para a superação da crise fiscal e de caixa.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




20:29 MP pede prisão do cabo Gerson
19:39 Poderes rejeitam reduzir duodécimo
19:39 BOA DISSONANTE
19:38 Chantagem política
19:38 Opção pela direita


19:38 18 de outubro é o Dia do Médico
19:37 Renovação no Congresso
19:37 De barganha
19:36 Livro revê vida e obra de intelectual
19:36
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018