Quarta feira, 17 de outubro de 2018 Edição nº 15068 25/09/2018  










LEITORAnterior | Índice | Próxima

25 - têrça-feira Violência e política

O Romantismo ainda reside nas mentes e corações da maioria dos cidadãos brasileiros, prova está na idéia de pacifismo como solução aos problemas da violência que assola nosso país, ora identificado como a terra do “homem cordial”, que ensejava a idéia de calmo, pacífico e bom; mas agora um dos países mais violentos do mundo. A Grécia legou muitos conceitos que são primordiais à cultura ocidental, mas, contraditoriamente, a Democracia que Atenas exportou não era hegemonia na vida helênica, sendo que em Esparta, sua poderosa rival, vigorava uma espécie de Monarquia, e suas contendas eram resolvidas com violência, linguagem universal àqueles gregos quando a linguagem humana não atingia a racionalidade pretendida pela democracia ateniense. A nossa combalida democracia tinha tudo para dar errado. Primeiro, devido aos políticos não aprenderem com o passado as lições que poderiam evitar a derrocada de qualquer tentativa de harmonia social. Segundo, devido à ganância pelo poder político e, consequentemente, pelo erário público, levando a exacerbação da Democracia, descambando literalmente para a Demagogia, esse sim o atual sistema político que nos atinge nessa fase da nossa República presidencialista. Outro problema, a opção por democratizar a idéia de que todos os membros da sociedade tem uma parte na culpa do surgimento e da existência de marginais. Isso leva a paranóia de que os que optam pelo crime como forma de ganhar a vida e obter um naco do poder local são somente um produto de nossa desigualdade social, vítimas de uma sociedade desequilibrada, não admitindo que o ser humano degenerado pode optar por viver como predador de seus outros compatriotas, por opção e não por necessidade. Infelizmente, o Romantismo ainda é um problema sério a ser extirpado do seio de nossa sociedade, visto que a razão muitas vezes é a primeira baixa diante de tal embate na mente humana, discordando até de Aristóteles, pai da gênese de um pragmatismo que só nasceu dois séculos depois, que via objetividade nas ações políticas e não quimeras como se estivéssemos em uma comédia do teatro grego, aguardando um deus ex-machina para nos salvar antes do fim do ato. A violência quando se torna a única opção de cidadãos que se sentem à vontade para sobrepor suas vontades sob a volição dos demais deve sim ser combatida com energia proporcional à empenhada pelos insurretos, pois são esses, inicialmente, propagadores da não legitimidade do Estado, o único ente que tem a função de manter a paz social como meta para a sociedade encontrar-se em certa harmônia. Enquanto vivermos com a impressão romântica de que a não-violência irá solucionar nossos problemas do presente, mais vítimas irão ser produzidas por aqueles que sabem que a violência quando não combatida com violência só aumenta e mais poder eles amalham. Por fim, e m analogia, quando o poder nacional-socialista tomou conta da Europa e a banalização do mal se tornou evidente, não foi com menos violência que se parou aquele poder, pois, se assim o fosse, do contrário do mantra pregado aqui, estaríamos hoje vangloriando os feitos fascistas daquele período e não os defenestrando ao lixo da história.

FLÁVIO BENEDITO DE SOUZA, Funcionário Público, Cuiabá/MT

flaviosouzab@hotmail.com



Após 4 anos, 13 obras não foram concluídas

Não sei se faz parte deste pacote, mas a ponte do Cophema até agora nada. Uma gambiarra, com gelo baiano impedindo carros grandes. Até quando teremos que conviver com esta situação? Outra obra recentemente inaugurada com problemas no asfalto é o Viaduto do Tijucal. Mais uma, o viaduto de acesso a Rodovia Palmiro Paes de Barros vai ficar daquele jeito? Outra, estrada do Moinho trecho Viaduto tijucal / rio Coxipó, já refeito varias vezes e com problemas na base e sub base. Caso não tenha uma compactação bem feita é fazer e refazer. De repente estou falando besteira e este ser o real objetivo. Espero que não. Enfim, sabemos que algumas, são de difícil solução, principalmente na parte jurídica, mas a ponte do Cophema, não é tão complexo. A desculpa era chuva e agora? Seca, Copa? Trata-se de uma via, que se tornou umas das principais para os bairros do Coxipó e o município de Santo Antônio. Portanto, como eleitor, sugiro uma rápida e apesar de tardia, ação. "Antes que as chuvas retornem e levem não só a ponte.

MARIO MARCIO DA COSTA E SILVA, eng.civil, Cuiabá/MT

mariomarcio1959@bol.com.br



Wellington reúne 10 partidos

Esse é mais um curva de rio, como senador uma lástima, já de olho em cargo comissionado.

PAULA TEJANO, Cuiabá/MT



Gastos excessivos

Dentre as várias "agremiações" políticas, a única que é contra e não utiliza montante do fundo partidário (nosso dinheiro) é o Partido Novo. Respeito com dinheiro público, responsabilidade e coerência são algo raro no meio político.

LUIZ AUGUSTO VICTORINO ALVES CORRÊA, Cuiabá/MT

luiz.alves.correa@gmail.com



A ideologia está “morta”?

Excelente artigo. Os que deveriam ser nossos representantes na realidade nunca nos representaram. Estão abrigados em partidos políticos apenas para benefício próprio, apenas porque é necessário ter um partido para poder concorrer a eleição. Desconhecem totalmente se o partido defende algum ideal. Afinal, ideologia para que?

MARIA DA PAZ, Cuiabá/MT

mariadapaz.maria@gmail.com



Selma Arruda e a dura realidade de ser ex-juíza

Parece que o jogo virou, não é mesmo, Dona Selma (É... Agora não é mais "excelência"). É como diz a música: "Aqui embaixo, as leis são diferentes".

WEDERSON MOURA, Cuiabá/MT



Vice de Taques tem fama ruim

É verdade, onde este Rui Prado coloca o pé, o barco afunda. Foi assim com o Riva, em 2014, e esta sendo assim com o governador Pedro Taques.

PAULO SODRÉ, Cuiabá/MT



26 - quarta-feira Das chamas às facadas

A Democracia falaciosa da esquerda consegue engendrar idéias falaciosas em fórmulas que parecem até fazer com que a tal constante "cosmológica" pareça certa. Destarte, a tentativa de homicídio político é antes de tudo uma das fases das engenharias da esquerda, que, no passado, teve como principal forma de assunção ao poder o uso da violência, abrandada pelo eufemismo "crimes políticos", libertador dos códigos penal e civil dos seus agentes. Dessa forma, a maior parte dessa esquerda falaciosa sentiu regozijo ao momento da estocada, milimetricamente calculada, haja vista que se fosse uma arma de fogo o objeto da ação reforçaria o discurso da revogação da restrição de armas ao cidadão não-criminoso, uma vez que o criminoso, mesmo sem registros de seus crimes, continua gozando do posse de armas de fogo. Sendo assim, só faltou aos bárbaros que se jactaram com o crime ver o mais prosaico elemento que une as etnias em nossa cultura, “o sangue”, que segundo Gilberto Freyre é um elemento unificador de raças (etnias), ressaltando assim a atração pelo vermelho que as esquerdas tupiniquins sentem naturalmente. Então, sem o sangue no ato, a desconfiança de uma ópera bufa em ação pelo postulante-vítima tomou ares de ciência, sendo seu objeto o sangue, não a arma branca, o que fez surgir teorias conspiratórias das mais mirabolantes sobre o teatro Kabuki-mineiro. Enfim, para quem não viu nos treze anos de “esquerda pura” no governo os crimes, os desvios, os roubos, as perseguições, o enriquecimento ilícito, nem as propriedades do Big Brother operário, não vê crime por não ver sangue na faca ou no corpo da vítima, um caso sério de miopia distópica. Aurea mediocrita! Sinistra delenda est!

FLÁVIO BENEDITO DE SOUZA, Funcionário Público, Cuiabá/MT

flaviosouzab@hotmail.com



De vulto

Existe busto de Filinto Muller, Praça 8 de Abril, foi homenagem do seu sobrinho, saudoso senador biônico, Gastão Muller, que conseguiu pelo senado,1980, 80 anos de Filinto Muller. Mas o busto está desleixado, e praça virou cracolandia. O gestor atual de Cuiabá precisa ter respeito com vulto, que deixou seu legado Cuiabá 300 anos.

HÉLIO AUGUSTO GOMES, Ambientalista, Cuiabá/MT

fiscaldolixogmail.com



Roubos e furtos reduzem em até 30%

Queria saber onde foi feito essa pesquisa, porque da bem longe da realidade, pois na região do Coxipó, não pode nem senta na porta de casa mais, sem correr o risco de ser assaltado.

EDUARDO OLIVEIRA, Aux. Administrativo, Cuiabá/MT

eduardooficial09@gmail.com



Câmara quer deixar de ser chamada de "Casa dos Horrores

Me processem, aí pra ser casa dos horrores está muito distante, essa casa é o casa do escárnio, vale os próprios interesses, povo que se dane.

RENATO DE MELO, Cuiabá/MT



Renovação na Assembleia

Essa Assembleia Legislativa não fez nem a CPI pra investigar eles próprios no caso do dinheiro do paletó e das caixas de dinheiro....eles estão achando que o povo de Mato Grosso esqueceu. Se esquecer eu vou lembrar.

EDMILSON ROSA, Cuiabá/MT



'Bolsonaro tem o hábito de agredir e ofender mulheres'

O povo brasileiro está propenso a votar naquele que fala sua linguagem, que é contra a impunidade, que é a favor da policia armada e eficiente, que é contra a corrupção, que apoia a LAVAJATO, que está ao lado do magistrado Sergio Moro e sua equipe. Dessa forma os candidatos entendem essa linguagem. A maioria não consegue dar essa mensagem pois estão comprometidos até os cabelos. Jair Bolsonaro só não ganha se a urna eletrônica for manipulada. O cenário já foi montado. O STF, a pedido da dra Dodge considerou a lei do voto impresso inconstitucional, adotando apenas em 5% das urnas. Agora é aguardar nossas forças armadas impedir a manipulação eleitoral. A população está de olhos bem abertos. "O poder emana do povo".

ACIR CARLOS OCHOVE, Cuiabá/MT

ochove@terra.com.br



Procurador e Selma perdem fôlego

Selma Arruda será a grande surpresa nessas eleições, mulher forte e determinada, tenho certeza que fará um ótimo trabalho como senadora para o nosso estado. Eu estou com Selma! e Bolsonaro Presidente!

FELIPE ALMEIDA, Cuiabá/MT

***



Esse Procurador Mauro é cuiabano e lambadão, faz parte de um povo preguiçoso, vou votar em Sachetti 100 pra mudar

BORGUETTI, Cuiabá/MT

***



Eu já sabia, ambos não tem conteúdo vivem de mentiras.

ROGÉRIO SILVA, Cuiabá/MT



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




20:31 Botelho pede para Taques manter Fethab 2
20:29 MP pede prisão do cabo Gerson
19:39 Poderes rejeitam reduzir duodécimo
19:39 BOA DISSONANTE
19:38 Chantagem política


19:38 Opção pela direita
19:38 18 de outubro é o Dia do Médico
19:37 Renovação no Congresso
19:37 De barganha
19:36 Livro revê vida e obra de intelectual
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018