Domingo, 17 de fevereiro de 2019 Edição nº 15066 21/09/2018  










JUSTIÇA ELEITORALAnterior | Índice | Próxima

Juiz proíbe Selma Arruda de usar o nome ‘juíza’

Da Reportagem

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) julga hoje o registro de candidatura da juíza aposentada Selma Arruda, que disputa o senado Federal neste ano. Dentre os 11 candidatos, a ex-magristrada é a única que ainda não teve o registro deferido pela Justiça Eleitoral.

Antes do julgamento, entretanto, a ex-juíza deve apresentar um nome de urna alternativo ao que tem utilizado, pela impossibilidade de manter o termo “juíza” atrelado ao seu nome.

A decisão é do juiz-membro Ulisses Rabaneda dos Santos, que atendeu a um pedido do Ministério Público Eleitoral. Conforme o magistrado, o julgamento do registro de candidatura de Selma estava agendado para a próxima segunda-feira (24). No entanto, como o prazo para inserção do nome de candidatos no sistema CAND é até o final da sessão desta sexta-feira, o julgamento foi antecipado e ela notificada para apresentar um novo nome de urna.

Caso ela não se manifeste dentro do prazo determinado, o TRE irá inserir, automaticamente, no sistema o nome Selma Arruda. “A adoção antecipada desta providência - indicação de nome alternativo - se faz imprescindível em razão da impossibilidade de eventualmente adotá-la a posteriori, já que, repita-se, o ‘fechamento’ do sistema CAND para carga das urnas ocorrerá ao término da sessão do pleno deste Tribunal do dia 21.09.2018”.

Selma é a única candidata ao Senado Federal que ainda não teve o seu registro de candidatura deferido pelo TRE. A ex-magistrada teve o seu registro impugnado pelo Procuradoria Regional Eleitoral por problemas com a sua 2ª suplente, Clérie Fabiana Mendes. Conforme a ação de impugnação, ela não teve seu nome escolhido em convenção partidária. A procuradora Cristina Nascimento de Melo afirma que, informação prestada à Justiça dá conta de que Clérie Fabiana não teve o nome inserido na ata da convenção do Partido Social Liberal (PSL), realizada em 4 de agosto. O seu nome teria sido incluído após o termino do prazo.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:41 Grupo reavalia licitações do Estado
17:38 Mesmo sendo réu, Maluf se mantém na disputa por vaga de conselheiro
17:38 TJ valida rito da AL para escolha de conselheiro
17:37 Mauro Mendes pede a general Mourão apoio para destravar Ferrogrão e BR-163
17:13 PM fecha boca de fumo na Lixeira


17:12 Homem é preso com mais de R$ 7 mil em arame
17:12 Pecuarista é assassinado em Rondonópolis
17:12 Três são presos por "salve" em suspeito de tentativa de estupro
16:57 Estratégia de Bolsonaro é isolar Bebianno caso ele force sua permanência no cargo
16:57 Bolsonaro está abusando na desordem de início de mandato, diz FHC
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018