Sexta feira, 16 de novembro de 2018 Edição nº 15061 14/09/2018  










CAMPANHAAnterior | Índice | Próxima

Taques promete pagar servidor dentro do mês

Da Reportagem

Após dois anos pagando o salário do servidor público no dia 10 do mês subsequente ao trabalhado, o governador Pedro Taques (PSDB) afirma que pretende voltar a pagar o salário dos servidores públicos dentro do mês a partir de janeiro de 2019, caso seja reeleito em outubro deste ano.

O gestor tucano frisa que isso só será possível graças a aprovação da Emenda Constitucional do Teto de Gastos e também por contas das medidas de contenção de gastos adotadas pelo Executivo no decorrer dos últimos dois anos.

Desde 2016, os salários dos servidores estão sendo pagos no dia 10 do mês seguinte. “A emenda constitucional do teto, que nós conseguimos a aprovação em 2017, já nos mostra o caminho para que Mato Grosso possa melhorar, e estamos melhorando de forma efetiva. Agora, a casa está arrumada. A partir de janeiro do ano que vem, nós já teremos condições de começar a recuar um dia para encaixar o salário dentro do mês. Este é o nosso desejo e estamos trabalhando bastante para isso”, enfatiza.

Taques ainda rebate as críticas de seus adversários de que o Estado estaria quebrado por falta de uma administração eficiente. “Alguns dizem que Mato Grosso está quebrado. Mato Grosso não está quebrado, Mato Grosso tem problemas de fluxo de caixa em razão da grave crise nacional, e também pela maneira como encontramos o nosso estado. O cidadão mato-grossense pode ter a tranquilidade que agora, com a emenda constitucional e com a recuperação de R$ 1 bilhão que nós conseguimos, Mato Grosso está entrando no rumo correto”, completou.

O governador tem sido muito criticado por conta da questão salarial do funcionalismo público. Nesta semana, ele foi alvo de duras críticas por parte do ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (DEM) devido ao fato de o salário de parte dos servidores terem caído apenas no dia 11.

“Todos foram pagos rigorosamente em dia. Nós começamos o processamento da folha no dia 10 e terminou apenas no dia 11, por isso peço desculpas a esse 3,5% que receberam apenas no sai 11, mas todos foram pagos rigorosamente”, finalizou.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:49 Mauro Mendes admite que pode ter que taxar agronegócio
17:49 BOA DISSONANTE
17:48 É decisão na Arena
17:48 Assim é
17:48 II Jornada Mundial dos Pobres


17:48 Direito ao auxílio acidente
17:47 Violência infantil
17:43 Desembargador declara que juíza “agiu politicamente” em ação
17:42 Viana acusa colegas de receberem propina
17:42 Bolsonaro defende medidas amargas
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018