Quinta feira, 20 de junho de 2019 Edição nº 15059 12/09/2018  










SÃO PAULOAnterior | Índice | Próxima

Tricolor perde eficiência ofensiva

MARCOS GUEDES
Da Folhapress – São Paulo

Diego Aguirre deixou o Morumbi, no último sábado, lamentando que a vitória por 1 a 0 do São Paulo sobre Bahia não tenha sido mais fácil. Com a pontaria exibida pelo time da casa, porém, não era possível triunfar com grande tranquilidade.

Foram dez tentativas de finalização na direção do gol dos visitantes. Só uma bola tomou o caminho correto e, para satisfação do bom público no estádio, não foi defendida pelo goleiro Douglas Friedrich.

O baixo aproveitamento contribuiu para diminuir um número que já não era bom. Agora, em cinco partidas no segundo turno do Campeonato Brasileiro, a formação tricolor tem 18 conclusões corretas em 66 tentadas, o que representa um índice de acerto de 27,3%.

A queda é clara em relação ao que foi visto na metade inicial da competição. A mira apresentada nas primeiras 19 rodadas foi de respeitáveis 42,4%, algo que fez se elevar a média de gols.

O São Paulo anotou 1,7 tento por partida para conquistar o título simbólico do primeiro turno. De lá para cá, balançou a rede menos de uma vez por duelo, com quatro tentos em cinco confrontos, e perdeu a liderança da tabela para o Inter.

"Eu gostaria de que fosse mais tranquilo, gostaria de fazer mais gols, mas, lamentavelmente, nem sempre é possível, é difícil mesmo. Estamos trabalhando muito", afirmou Diego Aguirre.

Alguns fatores ajudam a explicar a menor eficiência ofensiva. Um deles é que a equipe passou a encarar adversários bem mais fechados depois de se estabelecer na briga pelo título e passar um mês na primeira posição.

O treinador também vem lidando com desfalques recorrentes. No domingo (16), enfim, ao que tudo indica, poderá escalar seus 11 titulares após algumas rodadas. Isso não significa que espere maior facilidade contra o Santos, na Vila Belmiro.

"Todos os times têm encontrado dificuldade, é o campeonato. Você não vê jogos com três gols de diferença", observou Aguirre.

EVERTON

A segunda-feira foi de folga para a maior parte do elenco do São Paulo, mas os jogadores que se restabelecem de lesão estiveram no CCT da Barra Funda. O meia-atacante Everton, que trabalha para retornar contra o Santos, foi ao gramado e fez exercícios com bola.

O atleta de 29 anos se recupera de um estiramento na coxa esquerda, sofrido na partida contra o Ceará, no último dia 26. Fora dos confrontos com Fluminense, Atlético-MG e Bahia, ele está dentro do cronograma estipulado para seu retorno.

Everton, na segunda, se exercitou sob orientação do fisioterapeuta Betinho. Sem imprevistos ou limitações inesperadas, fez movimentos com alternância de velocidade, direção e intensidade.

Ao lado dele estava Araruna. O volante de 22 anos convive com tendinite no calcanhar esquerdo e trabalha para ficar à disposição do técnico Diego Aguirre.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




09:12 Mauro não atende reivindicações e espera fim da greve
09:12 BOA DISSONANTE
09:11 Pinguelas
09:11 MT Ciências inicia novo formato
09:10 Nasce um escritor nacional


09:09 Bolsonaro e as demissões
09:09 Bonde derruba governador
09:08 Campanha de rapper brasileiro ganha prêmio principal no Festival de Cannes
09:08
09:06 Pauline Kael, a polêmica crítica de cinema, era multifacetada e vibrante
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018