Quinta feira, 20 de setembro de 2018 Edição nº 15059 12/09/2018  










PESQUISAAnterior | Índice | Próxima

Haddad avança entre os mais pobres

BRUNO BOGHOSSIAN
Da Folhapress – Brasília

A última pesquisa do Datafolha mostra que Ciro Gomes (PDT) e Fernando Haddad (PT) correm em faixas paralelas na disputa pelos votos da esquerda. Ciro cresceu mais na classe média e entre eleitores mais escolarizados, enquanto Haddad ganha espaço em alta velocidade nas faixas de menor renda.

O candidato do PDT avançou inicialmente sobre territórios tradicionalmente petistas, consolidando um desempenho razoável no Nordeste e no eleitorado mais pobre. Agora, ele se descola de Haddad nas demais fatias da população.

Nas últimas três semanas, Ciro cresceu quatro pontos e chegou a 14% entre eleitores com curso superior. Haddad oscilou um ponto para cima, atingindo 10%.

O pedetista continua à frente de Haddad no grupo com ensino fundamental, mas o candidato do PT teve maior crescimento: subiu de 2% para 8% nessa faixa.

A cúpula petista já projetava uma consolidação de Ciro na classe média devido ao adiamento da substituição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por Haddad. O partido acreditava, no entanto, que conseguiria reter o eleitor lulista de baixa renda.

Haddad, de fato, teve um avanço considerável na população mais pobre: passou de 3%, em agosto, para 10% na pesquisa mais recente. Ciro flutuou de maneira menos intensa, de 10% para 13%. Há um empate técnico entre os dois nesse segmento.

O candidato do PDT manteve a dianteira entre os demais eleitores, com renda acima de dois salários mínimos. Ambos oscilaram três pontos: Ciro tem 13% e Haddad aparece com 8% nesse grupo.

Prestes a assumir a cabeça de chapa do PT, Haddad aposta na força de Lula no Nordeste para crescer nas três semanas e meia de campanha até o primeiro turno. Ciro, que é ex-governador do Ceará, será um obstáculo.

O pedetista ganhou seis pontos na região e chegou a 20%. Haddad cresceu ainda mais (oito pontos), mas fica em 13%.

O Datafolha ouviu 2.804 eleitores em 197 municípios no dia 10 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no TSE com o número BR 02376/2018. O nível de confiança é de 95%.

IMPORTÂNCIA

A eleição de 2018 aponta um crescimento na importância dada pela população ao horário eleitoral para a definição do voto, segundo o Datafolha.

A pesquisa feita no dia 10 de setembro mostra que 36% dos eleitores afirmam ser muito importante a propaganda obrigatória na TV para a escolha do candidato. Outros 35% dizem que ela é um pouco importante. Menos de um terço da população, 28%, diz que o horário eleitoral não é relevante para a definição do voto.

O total de pessoas que dizem não ser importante caiu na comparação com as últimas eleições presidenciais. Em 2014, 36% viam o horário eleitoral como nada importante. O índice deste ano está no mesmo patamar do registrado em 2006 (29%), e abaixo de 1998 (41%). Não há comparação com 2010, ano em que não foi feita a pesquisa com esse questionamento.

Segundo a pesquisa, 64% dos eleitores dizem ter visto o horário eleitoral, que vai ao ar diariamente, das 13h às 13h25 e das 20h30 às 20h55, desde o dia 31 de agosto. Os blocos com os programas para presidente são exibidos sábado, terça e quinta.

Além do horário eleitoral, os candidatos têm direito a inserções, de 30 segundos cada, durante a programação de televisão. De acordo com a pesquisa Datafolha, 58% diz eleitores dizem ter visto essas propagandas.

A divisão do tempo na televisão e no rádio é definida de acordo com a representação parlamentar dos partidos. A coligação que apoia Geraldo Alckmin é quem tem o maior espaço no bloco do horário eleitoral. Acumula 44% de todo o espaço da propaganda. São 5 minutos de 32 segundos por bloco.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




20:37 Fávaro se revolta com aproximação Leitão e Jayme
20:37 BOA DISSONANTE
20:35 O agro e a superação das fragilidades
20:35 Eleições e a grande estratégia
20:34 Corrupção no dia-a-dia


20:34 Por um trânsito seguro
20:34 As armas e as flores
20:30 Despesas de Wellington e Mauro já passam de R$ 2 milhões
20:30 Justiça manda PSDB dar mais tempo de TV para Selma Arruda
20:30 Pedro Taques e Mauro Mendes continuam trocando farpas
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018