Sábado, 22 de setembro de 2018 Edição nº 15058 11/09/2018  










ADMAR PORTUGALAnterior | Índice | Próxima

Cuiabá na final

O Cuiabá Esporte Clube é finalista da Série C do Campeonato Brasileiro deste ano. Em nenhum momento deixei de acreditar que o atual campeão mato-grossense ao carimbar a classificação às quartas de final com três rodadas de antecedência, acreditei que uma das quatro vagas do acesso à Série B do ano que vem era uma questão de tempo. E não deu outra: eliminou o Atlético do Acre com uma vitória por 2 a 0 e depois empatou em 2 a 2, resultado que o garantiu na Segunda Divisão do Futebol Brasileiro de 2019.

Com o acesso garantido, alguém pensou que o Dourado esmorecia? Enganou, apesar de os primeiros 90 minutos de jogo contra o Botafogo de Ribeirão Preto (SP) não condizer com o futebol que o clube mato-grossense vinha jogando. O zero a zero na noite fria do dia 2 de setembro na Arena Pantanal, talvez a baixa temperatura de 20, 21 e 22 graus esfriou o time do Cuiabá em campo e alguns torcedores chegou a desacreditar que o time superaria o clube paulista na partida de volta.

Conversei com alguns jogadores do Dourado e eles foram unanimes em afirmar que o favoritismo era do clube de Ribeirão Preto, mas que o atual campeão mato-grossense merecia respeito e eles (Botafogo) encontraria uma aguerrida equipe em campo em busca da classificação à final da Terceirona do Brasileiro. Eles (jogadores) tinham, razão: deu no que deu, 3 a 0 para o Cuiabá e vaga garantida na final e com o direito de fazer o segundo e decisivo jogo em casa.

A humildade e seriedade do comandante técnico Itamar Schulle “contaminou” o elenco de jogadores e ninguém no clube está com o já ganhou, ou melhor é campeão. “Ainda restam 180 minutos parta buscarmos nosso objetivo e vamos trabalhar para isso acontecer com a humildade de sempre. Respeitando o adversário e jogando com muita seriedade e determinação em busca de nossos objetivos’, disse o técnico Schulle. O adversário da final é o Operário de Ponta Grossa, interior do Paraná.

Pela primeira fase, no dia 19 de maio o Dourado sapecou 4 a 0 no então líder do Grupo B, o Operário na Arena Pantanal. No jogo de volta, pela 15ª rodada, no estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa, no Paraná, empate em 1 a 1 no dia 22 de julho. Que o elenco do Dourado se mantenha com essa humildade de sempre e busque uma vitória simples no jogo de ida no interior do Paraná no próximo domingo e reserve as ferramentas para a partida de volta no dia 23 de setembro, com casa cheia na Arena Pantanal.



ADMAR SILVA DE PORTUGAL é repórter

asportugal@diariodecuiaba.com.br



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




18:03 Após Guerrero, só rodízio para definir novo camisa 9
18:03 Tricolor perde eficiência ofensiva
18:03 Tite cede e tenta agradar os clubes
18:02 Corinthians pega o Fla pela recuperação
17:59 Master Mato-grossense goleia Olaria


17:59 Taça Mato Grosso começa em setembro e vai até dezembro
17:58 Palmeiras recebe o Cruzeiro no Allianz
17:53 TRE exclui PRTB da chapa de Taques
17:53 Atraso salarial é ‘fake news’, diz Taques
17:52 Juiz aponta ‘fake news’ e proíbe propaganda de Taques contra Mauro
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018