Quarta feira, 12 de dezembro de 2018 Edição nº 15057 07/09/2018  










FUTEBOL-SELEÇÃOAnterior | Índice | Próxima

Brasil inicia testes para Copa de 2022

O primeiro teste será hoje, contra a seleção norte-americana. Destaque na Copa de 2018, na Rússia, a zaga é ponto crítico para eventual renovação na seleção

ARQUIVO
Philippe Coutinho durante treino da Seleção Brasileira na Red Bull Arena, em Nova Jersey, nos Estados Unidos
PEDRO LOPES
Da Uol/Folhapress – Nova Jersey

Com amistosos diante dos EUA, hoje, e El Salvador, no próximo dia 11, o Brasil inicia nos Estados Unidos um novo ciclo para a Copa de 2022, no Qatar. Aos poucos, Tite tem o desafio de promover uma renovação no elenco. Para o ataque, não faltam opções. A defesa, justamente um dos pontos fortes da seleção na Copa de 2018, é o ponto mais crítico.

Brasil e Estados Unidos disputam o primeiro amistoso pós-Copa do Mundo no Estádio MetLife, hoje, às 20h05 (21h05 de Brasília). Após a partida, a delegação brasileira segue para Washington D.C., onde enfrentará El Salvador no dia 11 de setembro.

No ataque, borbulham promessas. Para as partidas em solo norte-americano, Tite está testando Richarlison, do Everton, e Everton, do Grêmio. Pedro, do Fluminense foi convocado, mas acabou cortado por lesão. Há ainda na fila Vinicius Jr., do Real Madrid, Rodrygo, do Santos (também negociado com o Real), Malcom,do Barcelona, David Neres, do Ajax, e outros. Na zaga, há menos alternativas imediatas.

É sintomático que os 'novos' nomes testados por Tite nessa convocação para o setor defensivo chegariam no Qatar com bem mais de 30 anos. Felipe, do Porto, tem 29 anos. Dedé, do Cruzeiro, 30.

No novo ciclo, Marquinhos aparece como a aposta mais segura para ser a âncora da defesa brasileira. Aos 24 anos, deve chegar ao próximo Mundial no auge. Thomas Tuchel, novo técnico do PSG, utilizou o brasileiro como volante nas últimas duas partidas, algo que pode atrapalhar os planos de Tite.

Ao lado de Marquinhos, Tite indicou no treinamento desta terça-feira que irá escalar Thiago Silva, de 33 anos, jogador mais velho dentre os atuais convocados, como titular contra os EUA. A esquerda deve ter Filipe Luis, também de 33 anos.

A opção pelos veteranos se dá pela falta de opções óbvias. Dos zagueiros já convocados por Tite, Rodrigo Caio, Luan e Jemerson são os que chegariam à próxima Copa com idade em torno dos 30 anos. É difícil apostar que seriam capazes de manter o nível de uma defesa composta por Thiago Silva e Miranda, ou Thiago e Marquinhos.

O atleta mais experiente do atual elenco da seleção tem uma teoria. Para Thiago Silva, zagueiros amadurecem mais tarde, e dificilmente despontam como titulares em seus clubes na mesma idade que os atacantes. Por isso, o defensor acredita que, ao longo do ciclo, naturalmente surgirão novos nomes.

"Os zagueiros que aqui estão, por mais que estejam com 30, 33 anos, acho que são importantes para dar suporte para os mais jovens que chegam. A parte defensiva sempre é a mais experiente. Você não vê zagueiros tão jovens em times de ponta, titulares. Com o ataque acontece toda hora. Reformulação surge normalmente mais pelos caras de frente, nós aqui atrás temos que dar o suporte para eles".

Talvez até por isso, Thiago não descarta, se estiver bem fisicamente, fazer parte do grupo em 2022, quando terá 38 anos. "O Rafa Marquez (zagueiro mexicano que disputou a Copa com 39 anos) tem a história que teve no futebol, se dedicando ao máximo, e isso eu vou fazer a cada dia. Enquanto tiver motivação, friozinho na barriga, vou seguindo do meu jeito. Enquanto tiver esse apetite, vou seguindo. Quem sabe".

O Brasil enfrente os EUA na sexta-feira, no Metlife Stadium, em Nova Jersey. Depois, segue para Washington, onde encara El Salvador, no Fedex Field.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




18:34 Finais serão disputadas na Arena
18:34 Cruzeiro perde disputa com o Galo
18:30 Flamengo acerta e técnico Abel Braga retorna ao clube
18:29 Flu faz exigências para liberação
18:28 Bota recusa proposta do Atlético-MG


18:28 Goiás tenta Sidão e Edimar, contestados no São Paulo
18:28 Mixto conquista vaga para Copa do Brasil
18:27 Tricolor quer Victor Ferraz e Willian Arão
18:27 Incansável, jogou quase 100 partidas até o bimundial
18:13 Eduardo Botelho estuda cortar mais gastos da Assembleia
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018