Segunda feira, 22 de julho de 2019 Edição nº 15055 05/09/2018  










PALMEIRASAnterior | Índice | Próxima

Embalado, time quer até virar líder contra o Corinthians

RAFAELA CARDOSO
Da Folhapress – São Paulo

O Palmeiras segue cada vez mais forte na briga pelo título do Campeonato Brasileiro. Após derrubar o tabu no Sul, ao vencer a Chapecoense por 2 a 1, o time comandado por Luiz Felipe Scolari diminuiu para seis pontos a diferença para o líder São Paulo.

Dos times que atualmente fazem parte do G-6 do Brasileiro, o Palmeiras é o que mantém a melhor média de pontos dos últimos jogos: venceu quatro e empatou um.

Caso mantenha a boa sequência na competição, o timr alviverde pode assumir a liderança do Nacional já no final de semana, após o clássico contra o Corinthians. Para isso, é claro, precisa vencer, antes, o Atlético-PR e também torcer por uma série de combinações no torneio.

O atual líder, o São Paulo, que tem 46 pontos, precisaria perder os próximos dois confrontos. O primeiro deles será contra o Atlético-MG, em Minas. O segundo, ante o Bahia, no Morumbi. Caso perca os dois, o Palmeiras passaria por ter mais saldo de gols.

Outro ponto favorável ao Palmeiras é que Internacional (43 pontos) e Flamengo (41) se enfrentam nesta quarta (5). Ou seja, um empate aliado a uma vitória palmeirense, já coloca o time alviverde encostado na vice-liderança, com um ponto atrás do time gaúcho e à frente da equipe carioca.

Em outro cenário, caso o Inter vença o Flamengo, o time chegaria ao mesmo número de pontos do São Paulo e, então, teria de perder o clássico contra o Grêmio, no domingo (9), no Beira-Rio.

Caso a vitória seja rubro-negra, um empate no jogo seguinte, contra a Chapecoense, no Maracanã, também ajuda o Palmeiras na briga pela liderança do Brasileiro.

Por último, o Grêmio, que ocupa a quinta posição com os mesmos 40 pontos que o Palmeiras, porém, leva vantagem por ter saldo de um gol a mais: 18 contra 17.

Vale lembrar que o Palmeiras ainda não perdeu no Brasileirão com Felipão. A última derrota do time foi no dia 25 de julho, contra o Flu, jogo que culminou na demissão de Roger Machado.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




18:08 MT Prev arrecada R$ 1,3 bilhão a menos que o necessário para pagar aposentados
18:07 Eleição para prefeito em Cuiabá divide tucanos
18:07 Governo conclui pagamento da folha de junho
18:06 Jovem agride ex-companheira em delegacia e é preso
18:05 Preso rapaz que estuprou e matou criança de 8 anos


18:04 Exame identifica segunda ossada de mulher desaparecida
18:04 Irmãos são assassinados e levados para UPA que acaba fechada
18:03 Coronel confessa grampo a pedido de Pedro Taques
18:01 Erros de advogados iniciantes
18:00 Capital humano
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018