Sábado, 22 de setembro de 2018 Edição nº 15055 05/09/2018  










LEITORAnterior | Índice | Próxima

Pelo menos 95 catadores atuam em aterro sanitário

A solução é implantar definitivamente a coleta seletiva de resíduos sólidos. Assim chegará pouco material útil no lixão, o que desencorajará a prática da catação no local de depósito final. Passou da hora de incentivar e implantar essa coleta. Em 1996 do Prefeito Cel. Meirelles retirou os catadores e ajudou na implantação da coleta seletiva após sem anos de cuidados a situação voltou a ser igual ao final do séc. XX.

JANDIRA MARIA PEDROLLO, Cuiabá/MT

jandirarq@gmail.com



Taques e Mauro trocam farpas

É uma pena que o governador mais uma vez leva a disputa para a baixaria. Estou decepcionado com o governador, que ataca ferozmente os adversários...Será que é medo? ou achou que iria ganhar por WO? Esse governador tem a maior rejeição de um governador na história do MT, e certamente perderá a eleição. É extremamente prepotente, arrogante e rancoroso. As urnas dirão o quanto realmente o povo do MT o aprova.

PEDRO LUIS SILVA, Cuiabá/MT



Taques diz que adversários estão muito “preocupados”

O Ministério Público e a Justiça Eleitoral, estão no cumprimento de seus deveres, que são de apurar os atos ilícitos, ilegais e imorais, praticados em crimes eleitorais. Os Servidores são pagos com o dinheiro público, provenientes dos impostos que pagamos. Ninguém está acima das LEIS e os infratores deverão serem punidos e os inocentes absolvidos.

CARLETH CASTRO, Cuiabá/MT

carleth.castro95@hotmail.com



Trabalhador avulso não é escravo

O artigo do Dr.Antonio Padilha de Carvalho retrata de maneira fiel a situação dos nossos trabalhadores avulsos, que estão sendo tratados como verdadeiros escravos pelas empresas terceirizadas, que os contratam sem assinatura da CTPS, deixando de recolher as sagradas verbas previdenciárias (INSS) e fundiárias (FGTS), isso sem falar nas verbas rescisórias trabalhistas, que nunca são pagas. Como representante sindical da categoria, vamos denunciar essas empresas terceirizadas, como também as empresas tomadoras de serviços, que abusam do seu poderio econômico.

ADINAOR FARIAS DA COSTA, Presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Movimentação de Mercadorias em Geral de Cuiabá, Cuiabá/MT



Quase 14 mil estrangeiros residem em MT

É lamentável. Não conseguimos administrar nosso povo e nos empurram populações estrangeiras, que , é claro, devem receber atendimento dos poderes públicos. só um governo nacional, de fato, para cuidar dos brasileiros. Devemos pensar no que significa essa abertura de fronteiras. Entra de tudo no nosso território, desde gente que precisa de amparo até mercenários internacionais. Cada povo tem o governo que merece. Os que chegam, mais ainda. Não conseguiram lutar pelo seu território e mudam para ver o que acontece. O mais importante dessa historia é que a conta quem paga somos sempre nó

s. Depois ficam a dizer que não tem dinheiro nos orçamentos públicos para atender o nosso trabalhador. Votou errado agora aguentem o tranco.

ACIR CARLOS OCHOVE, Cuiabá/MT

ochove@terra.com.br



Pivetta elenca motivos para não votar em Taques

Então...se prepara Pivetta, porque temos 45 motivos pelos quais não podemos confiar em você.

CARLOS SOUZA, Cuiabá/MT



"Fantasma" de 98

ronda DEM e MDB

Júlio Campos acha que o desastre de 1998 não se repetirá pelo simples fato de que, segundo seus cálculos, pelo menos 30% dos eleitores não estão mais em MT, envelheceram ou simplesmente morreram. Pergunto então: quem vai votar neles? O jovem é que não vai mesmo.

CELIO RODRIGUES, Cuiabá/MT



Empresa de Joesley, indiciado no Brasil, avança no exterior

Enquanto o BNDES suspende as operações de cartão de credito do micro, pequeno e médio empreendedor brasileiro, para financiar empresas em território americano. O cartão de credito BNDES foi considerado um instrumento acelerador de vendas pelos empresários. Quem pagou o pato foi o trabalhador brasileiro que ficou sem emprego. Agora em pleno clima de eleições procuram as razões da perda da credibilidade. procuram esquecer pontos fundamentais que prejudicaram o mercado nacional, com o fechamento de inúmeras empresas. Esse é um ponto fundamental que o próximo governo deve reimplantar. É garantia de emprego.

PAULO FAGUNDES, empresário, Cuiabá/MT



Wellington quer lucrar com briga de adversários

Wellington é o mais preparado, trabalhador, além de ter uma chapa leve de pessoas sérias e comprometidas. Mauro se perdeu nas composições, muito quis e nada terá.

MARCELO RIBAS, Cuiabá/MT



Ateu, graças a Deus!

Os artigos da lavra do reconhecido Professor Padilha são de uma estrutura admirável, ao tempo que nos proporciona uma verdadeira aula de vida e compreensão do mundo. Continue brindando-nos com essas pérolas!

MARCOS CUSTÓDIO AVELAR, Empresário, Cuiabá/MT



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:45 BOA DISSONANTE
19:44 Eduardo Mahon conversa com o intelectual João Antônio Neto
19:43 Os presidenciáveis e a Previdência
19:42 Educação no pré-sal
19:42 Aplicativos: empregado ou não?


19:42 Desafios do envelhecimento
19:41 Custo da incerteza
19:36 Morre aos 92 anos a atriz Beatriz Segall
19:36
19:35 Patrycia Travassos volta à Globo
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018