Sexta feira, 16 de novembro de 2018 Edição nº 15055 05/09/2018  










ACUSADO DE CORRUPÇÃOAnterior | Índice | Próxima

Fernando Haddad é denunciado pelo MP

Da Folha Press – São Paulo

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, provável substituto de Lula na chapa do PT à Presidência, foi denunciado pelo Ministério Público de São Paulo, sob a acusação de corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa.

Segundo o promotor Marcelo Mendroni, ele recebeu R$ 2,6 milhões em propina da empreiteira UTC para pagamento de dívidas da campanha de 2012. A informação foi publicada inicialmente no jornal O Estado de S. Paulo.

A denúncia tem como base as delações de ex-executivos da UTC, Ricardo Pessoa e Walmir Pinheiro, do doleiro Alberto Youssef e ainda de inquérito da Polícia Federal que investigou suspeitas de lavagem de dinheiro e caixa dois na primeira campanha de Haddad à prefeitura.

Ela foi oferecida uma semana depois de a Promotoria de Patrimônio Público de São Paulo propor ação civil de improbidade contra o ex-prefeito pelo mesmo caso. O ex-prefeito já responde na Justiça Eleitoral pela suposta prática do crime de caixa dois também pela mesma situação.

Mendroni afirma que "coincidiu de a denúncia sair no período eleitoral" porque o inquérito da Polícia Federal chegou no dia 24 de julho à Promotoria. Ele deveria, então, oferecer a denúncia, arquivar ou pedir mais diligências da polícia.

Segundo as investigações, o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, se reuniu com Ricardo Pessoa em abril ou maio de 2013 e pediu R$ 3 milhões em nome do prefeito para sanar as dívidas da campanha.

Antes, em fevereiro do mesmo ano, Haddad teve um encontro com Pessoa, segundo aponta sua agenda de então prefeito da capital.

O dinheiro, então, teria sido pago por meio de um esquema que envolvia a prática de lavagem de dinheiro em gráficas controladas pelo ex-deputado estadual Francisco Carlos de Souza, conhecido como Chicão.

Além de Haddad, também foram denunciados Vaccari, Ricardo Pessoa, Walmir Pinheiro, Chicão e Alberto Youssef.

A reportagem não conseguiu localizar a defesa dos outros acusados.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:45 BOA DISSONANTE
19:44 Eduardo Mahon conversa com o intelectual João Antônio Neto
19:43 Os presidenciáveis e a Previdência
19:42 Educação no pré-sal
19:42 Aplicativos: empregado ou não?


19:42 Desafios do envelhecimento
19:41 Custo da incerteza
19:36 Morre aos 92 anos a atriz Beatriz Segall
19:36
19:35 Patrycia Travassos volta à Globo
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018