Sexta feira, 16 de novembro de 2018 Edição nº 15054 04/09/2018  










COMBUSTÍVEISAnterior | Índice | Próxima

Etanol e diesel têm recorde de consumo

MARIANNA PERES
Da Reportagem

Óleo diesel e etanol hidrato responderam por mais de 80% de todo combustível consumido em Mato Grosso, em julho, conforme dados divulgados na semana passada pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O volume dessas duas matrizes permitiu ainda que ambos registrassem recordes dentro da série histórica estadual, desde 2.000.

A demanda pelo biocombustível foi puxada pelo preço mais vantajoso em relação aos da gasolina e o caso do diesel, o consumo reflete a movimentação da safra, desde plantio e colheita até o transporte.

Os dois combustíveis somaram mais de 354 milhões de litros dos 411,09 milhões comercializados em todo mês de julho, o que revela a participação acima de 80%. De óleo diesel foram 274,31 milhões de litros e de etanol outros 70,76 milhões de litros. Mato Grosso fechou o mês de julho com volume de 2,57 bilhões de litros consumidos e acumulados desde janeiro. Na comparação anual há crescimento de 4,5%, já que igual momento de 2017 o consumo registrava 2,46 bilhões de litros.

O biocombustível soma 452,21 milhões de litros de janeiro a julho desse ano ante 347,83 milhões de litros contabilizados em momento do ano passado. O etanol foi o que mais cresceu em Mato Grosso, revelando alta anual de 30%. O óleo diesel ampliou o consumo anual em 4,4%, passado de 1,57 bilhão de litros nos sete primeiros meses de 2017 para atuais 1,64 bilhão.

A gasolina teve retração de 17,3% no mesmo período avaliado, saindo de 380,39 milhões de litros consumos para 314,46 milhões em 2018. Somente em julho, conforme a ANP, foram demandados no Estado 41,63 milhões de litros, configurando o menor valor para o mês desde 2011.

MÉDIAS – De acordo com o Índice de Preços Ticket Log (IPTL), que traz dados de 18 mil postos credenciados em todo o Brasil, em julho, no recorte do Centro-Oeste, Mato Grosso registrou o preço médio para o litro do etanol mais barato R$ 2,69, sendo o segundo mais baixo do ano, igualando ao valor médio de janeiro no Estado.

Já no semestre, Mato Grosso também se destaca com o preço médio do etanol mais barato do País, R$ 2,83. A média nacional foi de R$ 3,49.

O valor médio da gasolina no mês de julho, em Goiás, foi o segundo maior do ano. O valor do litro foi de R$ 4,75, um aumento de 59% no comparativo com fevereiro, quando a média ficou em R$ 2,99. Esse valor só perde para a média de junho, registrada em R$ 4,79.

No recorte do Centro-Oeste, o Estado também teve a gasolina mais cara de toda a Região, e a mais barata foi encontrada em Mato Grosso do Sul, por R$ 4,49. Lá, o etanol também pesou mais no bolso com a média registrada nas bombas de R$ 3,39, ante os R$ 2,69 dos postos de Mato Grosso.

Os motoristas do Distrito Federal viram o preço do etanol se reduzir em 6% e o preço médio do litro foi de R$ 3,29, ante os R$ 3,49 registrados nas bombas em junho.

Ao analisar o preço médio dos combustíveis na região Centro-Oeste no primeiro semestre, o IPTL revela que o Mato Grosso registrou o menor valor para o litro da gasolina: R$ 4,11, ante os R$ 4,22 pagos pelos goianos. Goiás foi o que mais sentiu no bolso o aumento desse tipo combustível, 59% em todo o período.

Os postos de Mato Grosso também registraram o melhor preço médio para o etanol, R$ 2,83, ante a média de R$ 3,55 no Distrito Federal. Já em Mato Grosso do Sul, o diesel registrou o maior valor médio do período de toda a região, R$ 3,66, ante R$ 3,40 da média encontrada pelo litro nos postos goianos.

Em razão da alta variação dos preços registrada nas bombas de todo o País em maio, por ocasião da crise dos combustíveis, o mês não foi contemplado no recorte semestral.

O IPTL é um índice mensal de preços de combustíveis levantado com base nos abastecimentos realizados nos postos credenciados da Ticket Log, que traz grande assertividade por conta da quantidade de veículos administrados pela marca: 1 milhão ao todo, com uma média de 8 transações por segundo.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:07 Tramita na AL projeto que revoga decreto de Taques
19:06 Mauro e Wellington criticam Caravana da Transformação
19:06 Mauro Savi protocola candidatura no TRE
19:06 MP pede fim da candidatura da juíza aposentada Selma
19:04 Sávio nega pagamento de cirurgia não feita


18:04
17:45 Richarlison lamenta por Pedro e promete luta pela titularidade
17:45 Schulle define hoje time do Cuiabá para jogo de sábado
17:44 Barbieri pede time mais ‘incisivo’ contra o Inter
17:44 Messi busca reinventar seu jogo
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018