Segunda feira, 12 de novembro de 2018 Edição nº 15054 04/09/2018  










FLAMENGOAnterior | Índice | Próxima

Não pode ficar assim de jeito nenhum

Da Uol/Folhapress – Rio

Vice-presidente de futebol do Flamengo e candidato da situação na eleição presidencial de dezembro, Ricardo Lomba falou rapidamente no Maracanã após a derrota por 1 a 0 para o Ceará, no domingo. O dirigente pediu desculpas ao torcedor e prometeu trabalho para que o time permaneça na briga pelos títulos do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil.

"Não tem o que explicar. É pedir desculpa ao torcedor e falar que a semana será de muito trabalho. Precisamos reverter esse quadro. Não pode ficar assim de jeito nenhum", afirmou.

A diretoria foi bastante cobrada pelos torcedores por conta do resultado negativo. Gritos de "time sem vergonha" e contra o presidente Eduardo Bandeira de Mello ecoaram nas arquibancadas.

A pressão é grande nos bastidores em um momento delicado da temporada. Eliminado da Copa Libertadores, o Flamengo está nas semifinais da Copa do Brasil, mas perdeu terreno na briga pelo título do Brasileirão. O revés para o Ceará foi um duro golpe nas pretensões da equipe.

ÉVERTON RIBEIRO

Após a partida, apenas Éverton Ribeiro parou para falar com os jornalistas. O meia lamentou o resultado e pediu desculpas aos mais de 55 mil torcedores que pagaram ingresso para acompanhar o duelo.

"Tem nem o que dizer, a gente não se ajuda. Não pode perder ponto em casa, e a gente acaba vacilando. A torcida fez a parte deles, a gente mais uma vez deixou a desejar. A gente mais uma vez tem de pedir desculpas, mas a gente tem que dar mais", afirmou.

O tropeço foi um novo baque para o time do Flamengo, que na última semana foi eliminado da Libertadores pelo Cruzeiro. O resultado contra o Ceará estaciona o Flamengo nos 41 pontos, em terceiro lugar na tabela. Até o fim da rodada, o clube pode ver o São Paulo abrir sete pontos de vantagem na ponta. O Tricolor enfrenta o Fluminense às 16h deste domingo, no Morumbi.

O próximo compromisso do Flamengo será contra o Inter, nesta quarta-feira, no Beira-Rio. O técnico Maurício Barbieri não poderá contar com Lucas Paquetá e Cuéllar, convocados para os amistosos das seleções do Brasil e da Colômbia, e o meia Diego, suspenso por ter recebido o terceiro amarelo contra o Ceará.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:07 Tramita na AL projeto que revoga decreto de Taques
19:06 Mauro e Wellington criticam Caravana da Transformação
19:06 Mauro Savi protocola candidatura no TRE
19:06 MP pede fim da candidatura da juíza aposentada Selma
19:04 Sávio nega pagamento de cirurgia não feita


18:04
17:45 Richarlison lamenta por Pedro e promete luta pela titularidade
17:45 Schulle define hoje time do Cuiabá para jogo de sábado
17:44 Barbieri pede time mais ‘incisivo’ contra o Inter
17:44 Messi busca reinventar seu jogo
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018