Terça feira, 13 de novembro de 2018 Edição nº 15053 01/09/2018  










Anterior | Índice | Próxima

Jogador chega a 20 cartões no ano

LEANDRO MIRANDA
Da Uol/Folhapress

A expulsão de Felipe Melo logo aos 3 minutos do jogo contra o Cerro Porteño na última quinta-feira, que dificultou bastante a classificação do Palmeiras para as quartas de final da Libertadores, foi o alerta mais recente de um problema que já vem se arrastando desde o início da temporada.

A indisciplina do volante, que chegou a 20 cartões em 36 jogos oficiais na temporada (18 amarelos e dois vermelhos), tem gerado incômodo dentro do clube, e tanto diretoria como comissão técnica reconheceram que a situação é indesejada.

O treinador Luiz Felipe Scolari quis falar o mínimo possível de Felipe Melo após a classificação, mas admitiu que uma expulsão precoce como foi \"pode comprometer durante o jogo\".

Já o diretor de futebol Alexandre Mattos disse que a situação do volante é um \"problema interno do Palmeiras\".

Nenhum deles descartou uma punição ao jogador, mas ambos deixaram claro que, se ela acontecer, será um tema que não deve sair de dentro do vestiário. O próprio volante, por sua vez, foi embora sem dar entrevistas.

O histórico de indisciplina acompanha a carreira de Felipe há vários anos e muitas vezes ofusca sua inegável qualidade técnica.

O jogador costuma afirmar que é perseguido pela arbitragem e pela imprensa e que ficou marcado injustamente por episódios isolados -o mais emblemático deles, o pisão no holandês Robben nas quartas de final da Copa do Mundo de 2010, no jogo que marcou a eliminação da seleção brasileira.

Seus companheiros de Palmeiras, que o defenderam e apoiaram após o jogo com o Cerro, dizem que o volante é um jogador querido pelo grupo e que contribui muito para o bom ambiente.

A quantidade de cartões do meio-campista, porém, preocupa. Em 2017, seu primeiro ano pelo Palmeiras, foram 12 amarelos em 30 jogos, uma média de 0,40 cartão por partida. Ele não foi expulso nenhuma vez, apesar de ter se envolvido em uma briga no jogo contra o Peñarol que gerou uma suspensão de seis jogos (posteriormente reduzida para três). Já em 2018, os 20 cartões em 36 partidas fizeram essa média subir para 0,55.

A temporada de Felipe Melo no Palmeiras vem sendo de altos e baixos, assim como a maior parte do elenco. Ele começou o ano muito bem sob o comando de Roger Machado e foi um dos destaques do Campeonato Paulista, deixando as polêmicas de lado e chamando atenção principalmente pela qualidade nos passes e lançamentos.

Mas a expulsão no jogo de ida da final contra o Corinthians, após confusão com Clayson, colocou fim à versão \"paz e amor\" que o volante vinha mostrando. Ele caiu de rendimento nos meses seguintes, recuperando o bom futebol desde a chegada de Felipão.

Com a possibilidade de pegar um gancho pesado da Conmebol e desfalcar o Palmeiras por mais jogos na Libertadores, o atleta também terá que lidar agora com a sombra de Thiago Santos. O camisa 5 tem sido muito elogiado por Felipão por seu poder de marcação e é o substituto natural do titular para o primeiro jogo das quartas de final, contra o Colo Colo. Festejado pela torcida com um grito que o apelida de \"cachorro louco\", Melo pode ter que assistir de fora aos próximos passos do alviverde no torneio que é o principal objetivo do ano.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:26 Jayme lembra que criou Unemat e Maggi pede voto para Sachetti
19:26 Selma não dividirá mais palanque com Taques e Nilson
19:26 Taques pede reflexão, adversários atacam
19:25 Moisés Franz questiona o agronegócio
19:24 Metade da verba depende de aprovação do Congresso


19:24 BOA DISSONANTE
19:23 PIB cresce 0,2%; indústria cai 0,6%
19:23 Temer recua e adia reajuste para 2020
19:22 'Bolsonaro tem o hábito de agredir e ofender mulheres'
19:22 TSE rejeita contestação e aprova registro
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018