Quarta feira, 24 de abril de 2019 Edição nº 15045 22/08/2018  










JOGADORESAnterior | Índice | Próxima

Aguirre fecha as portas para novos

LUÍS ANDRÉ ROSA
Da Folhapress – São Paulo

O meia-atacante equatoriano João Rojas, 29 anos, foi a última contratação do São Paulo para esta temporada.

Segundo o técnico Diego Aguirre, até o dia 4 do próximo mês, quando encerram as inscrições para o Brasileirão, a diretoria não fará nenhum investimento.

"Está ótimo [o elenco]. Não precisa de ninguém. Este tema está fechado. Os jogadores que eu tenho são os melhores e não preciso de mais ninguém", disse o uruguaio, em entrevista à TV Globo.

Para dar conta de encarar equipes com mais opções, o comandante tem a seu favor o fato de se concentrar apenas no Brasileiro. Entretanto, sempre que puder, ele fará pequenas modificações na escalação para preservar os atletas mais desgastados.

"Planejamos isso com a comissão técnica e tentamos tomar uma decisão em conjunto para evitar lesões. O rendimento pode cair um pouco também, mas é importante para dar chance a outros jogadores."

PÉS NO CHÃO

Um dos jogadores que costumam usar a braçadeira de capitão, o volante Hudson segue o discurso do técnico Diego Aguirre, mas com pitadas de confiança de um final feliz neste Brasileirão.

Segundo Hudson, o maior recado que o São Paulo deu para os concorrentes foi terminar com o título simbólico do primeiro turno. Isso aumentou a confiança dos jogadores e os torcedores deram mais crédito ao elenco.

"O principal segredo é a unidade que existe hoje entre diretoria, comissão técnica e jogadores, claro que empurrado por uma gigantesca torcida. E todos perceberam que era de extrema urgência que mudasse a chave no São Paulo", afirmou o meio-campista, em entrevista ao SporTV.

Com essa coesão dentro do clube, o volante vê o grupo com pinta de campeão.

"Não conquistamos nada ainda, mas estamos no caminho certo, sabemos disso. Vamos buscar. Que continue assim", completou.

PREVENIDO

De azarão na largada do Campeonato Brasileiro, com muitos de seus torcedores dizendo que ficariam satisfeitos em não rondar a zona do rebaixamento, o São Paulo terminou o primeiro turno com o título simbólico.

De um lado, isso serve de motivação. Na história do torneio por pontos corridos apenas três times não encerraram o ano campeões: Grêmio (2008), Internacional (2009) e Atlético-MG (2012). Além disso, nunca o líder na metade encerrou o torneio abaixo do segundo lugar.

Nos fatores negativos, os são-paulinos reconhecem que viraram o time a ser batido. Diferentemente do ano passado, quando o Corinthians disparou, os tricolores, 41 pontos, terão na cola Inter (38), Flamengo (37), Grêmio (36), Atlético-MG e Palmeiras (33). Há um consenso de que esses seis disputarão o título.

Diante de um embate tão apertado, o técnico Diego Aguirre blinda o grupo e exige que os atletas pensem em 19 finais até dezembro.

"Temos de manter a humildade do grupo. Não pensar que somos mais do que ninguém. Temos de enfrentar cada jogo como se fosse uma final. Independentemente de quem está na frente, a motivação tem de ser máxima. E não pensar que somos mais do que somos. Por isso falo a eles de humildade e de trabalho", disse o uruguaio, em entrevista à TV Globo.

Segundo o comandante, o estágio atingido neste segundo semestre demonstra que, em todos os setores do clube, o planejamento vem dando certo, mas será preciso confirmar com o título.

"A verdade é que estou feliz com esse momento. O time tem evoluído muito bem. Faz pouco mais de cinco meses que estamos aqui e a resposta dos jogadores foi espetacular. É importante estar na frente da tabela e continuar a sonhar com a possibilidade de ganhar", analisou o comandante tricolor.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:28 Amazon inclui lojas de moda e esportes no Brasil
19:28 Confira como conseguir a aposentadoria integral
19:28 Empresários mato-grossenses começam recuperar a confiança
19:27 Para fugir da tabela do frete grandes empresas planejam ter frota própria
19:27 Milho e Mato Grosso podem ter perdas, prevê Anec


19:26 BOA DISSONANTE
19:26 Quando o crime compensa
19:25 Proibição do Glifosato
19:24 O debate, o voto e a rua
19:24 Fotografias ofensivas
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018