Quinta feira, 21 de março de 2019 Edição nº 15032 03/08/2018  










PALMEIRASAnterior | Índice | Próxima

Moisés quer definir sua permanência

LEANDRO MIRANDA
Da Uol/Folhapress – São Paulo

O meia Moisés definiu que não vai deixar o Palmeiras. O jogador tinha uma proposta de 6 milhões de euros (R$ 26,2 milhões) do Pyramids, do Egito, o mesmo clube que contratou Keno. Mas se reuniu com o presidente Maurício Galiotte e o diretor de futebol Alexandre Mattos para definir sua permanência e se disse muito feliz no clube.

"Está resolvido, ontem sentei com o Alexandre e o presidente e resolvemos que vou ficar. Estou feliz aqui, minha família está muito feliz. Tive uma proposta interessante, mas acredito que não é o momento ainda de sair. Estou bem contente aqui, quero conquistar mais títulos, e foi isso que pesou na minha permanência", disse o camisa 10.

Moisés foi titular, ontem, diante do Bahia, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, em Salvador. E o jogador já sente uma mudança considerável no estilo de atuar da equipe, mesmo com apenas três dias de treinos comandados pelo auxiliar Paulo Turra, que dirige o time enquanto Luiz Felipe Scolari não chega ao Brasil.

"Já tem algumas mudanças, eles já estão colocando a filosofia deles de trabalho. Tem uma característica de jogo diferente. Eles gostam do centroavante, de ter uma proteção a mais ali. Algumas situações táticas, já estão tentando implementar. E nós temos que acatar o mais rápido possível. Sabemos que no Brasil temos pouco tempo de treinamento, e nesse pouco tempo temos que ter uma concentração muito alta para pegar da melhor forma possível", afirmou o meia.

No treino de terça, Turra ensaiou o time titular com Weverton; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Moisés; Willian, Dudu e Deyverson. Já a atividade de quarta foi fechada à imprensa, e a escalação só foi confirmada horas antes do jogo. Moisés falou sobre as possíveis trocas, com um atacante mais fixo na área e uma proteção extra no meio-campo.

"É importante, quando você tem um 'centroavantão', um cara que fica mais ali dentro, você utiliza mais o pivô. Quando é um jogador mais móvel, tem as diagonais mais curtas. Tem que saber interpretar o jogador que está ali e a característica para utilizar. E é sempre bom ter uma proteção, a gente sabe que hoje os times têm muita velocidade, transições rápidas. Se resguardar é sempre muito importante", avaliou.

VIOLÊNCIA

A Justiça de São Paulo condenou na quarta-feira dois torcedores do Corinthians a mais de cinco anos de prisão no regime semiaberto pela morte do palmeirense Leandro de Paula Zanho, 38, em julho do ano passado.

Anderson da Cruz Andrade foi condenado a cinco anos e dez meses prisão, e Nerivaldo Moura de Andrade a cinco anos de prisão. Eles podem recorrer da sentença em liberdade.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




18:27 Notas de verbas indenizatórias somem
18:27 Juiz Federal volta a suspender eleição
18:27 Juiz manda penhorar R$ 3,2 mi de presidente da Câmara
18:27 Deputados do PSD terão que apoiar Mauro Mendes
18:26 Mauro Mendes hoje; Taques e Wellington amanhã


18:02 Romário terá como vice ex-PM de Maricá
18:01 Me fortaleço ao deixar minha sala
18:01 Gleisi ouve Lula sobre vice do PT
18:01 País não aguenta um novo poste de Lula, diz Ciro
18:00 Convenção oficializará candidatura Alckmin
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018