Terça feira, 23 de abril de 2019 Edição nº 15027 27/07/2018  










SENADOAnterior | Índice | Próxima

Mauro Mendes escolhe Fávaro para 2ª vaga

Fávaro ganhou a disputa contra Adilton Sachetti e foi escolhido para a segunda vaga ao Senado da chapa de Mauro Mendes

DINALTE MIRANDA/DC
Tempo de TV e estrutura partidária pesaram a favor de Carlos Fávaro na escolha de Mauro Mendes
KAMILA ARRUDA
Da Reportagem

O ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD) venceu a batalha contra o deputado federal Adilton Sachetti (PRB) e foi o escolhido por Mauro Mendes (DEM) para ocupar a segunda vaga a senatória por sua coligação, ao lado do ex-governador Jayme Campos (DEM).

O ex-prefeito de Cuiabá afirmou que ouviu diversas lideranças de sua coligação antes de tomar a decisão final, inclusive o ministro da Agricultura Blairo Maggi (PP), que já declarou o seu apoio incondicional ao projeto de Sachetti ao Senado.

De acordo com ele, não houve consenso entre os seus apoiadores, o que o levou a decidir sozinho com base em alguns critérios, os quais considerou predominantes na formação da chapa majoritária.

“No final tiveram critérios que pesaram na decisão. Eu tinha que decidir, não poderia ficar enrolando”, disse o democrata.

Antes de anunciar o seu posicionamento, entretanto, Mendes se reuniu com Sachetti, que lutou até então para ocupar tal vaga. Pesou a favor de Fávaro o fato de seu partido ser mais estruturado que o nanico PRB, possuindo, inclusive, um maior tempo de TV para propaganda eleitoral.

O PSD, possui cinco deputados estaduais, 25 prefeitos, 18 vice-prefeitos e 188 vereadores no Estado.

Com a decisão de Mendes em escolher Fávaro, resta definir apenas quem será o seu vice na disputa rumo ao comando do Palácio Paiaguás em outubro deste ano.

Durante a coletiva em que anunciou a sua pré-candidatura na última terça-feira, o ex-prefeito não escondeu que sua preferência é pelo ex-prefeito de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta (PDT).

O PDT, entretanto, não se mostrou satisfeito com a decisão do democrata, o que pode levar a legenda para os braços do senador Wellington Fagundes (PR), pré-candidato ao Governo do Estado.

Além dos pedetista, outro partido que também cobiça a vice-governadoria na chapa do democrata é o MDB. Apesar de garantir que não há condicionantes para apoiar a candidatura de Mendes, a legenda corre por fora para garantir a indicação na chapa majoritária.

Na lista aparece o ex-prefeito de Sinop Juarez Costa, que deseja concorrer à Câmara Federal, e os vereadores por Tangará da Serra e Rondonópolis, respectivamente, Rogério Silva e Thiago Silva. Ambos são pré-candidatos na proporcional.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:59 Acusado de desvio do Detran ganha liberdade
17:58 Convenções começam hoje, com PT e PDT
17:58 Lista com contas reprovadas pelo TCU tem 222 nomes no Estado
17:58 Dividido, PT decide hoje sobre candidatura própria ou não
17:57 BOA DISSONANTE


17:56 Taques vai à reeleição
17:56 Dia 28 de julho: Dia do Agricultor
17:55 A suspensão da descrença
17:55 A restrição e o veneno
17:55 De parabéns
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018