Segunda feira, 19 de agosto de 2019 Edição nº 15027 27/07/2018  










Anterior | Índice | Próxima



Instabilidade

A gangorra político-eleitoral vivida pelo deputado Adilton Sachetti (PRB)- ele não consegue achar uma chapa para consolidar a candidatura ao Senado – pode rachar a coligação liderada por Mauro Mendes (DEM).



Mágoa

Líderes do PDT, Zeca Viana e Otaviano Pivetta não escondem a mágoa pelo fato de Mauro e Jaime Campos “rifarem” Sachetti da aliança, favorecendo a candidatura de Carlos Fávaro (PSD) ao Senado.



Revolta

O mais irritado com a situação é Viana, que não morre de amores por Fávaro. Se soubesse que seria assim, disse ele, o PDT iria manter a pré-candidatura de Pivetta ao Paiaguás. O assunto vai render.

Toma lá, dá cá?

Entre os líderes pedetistas, a suspeita é de que o nome de Fávaro foi incluído na chapa do DEM por imposição do dono do MDB, Carlos Bezerra. Viana acha que Mauro não teve pulso para dizer “não”.

Vice

A propósito, no meio político os comentários são de que Bezerra ainda não teria desistido de emplacar o ex-prefeito de Sinop, Juarez Costa (MDB), como vice de Mauro. CB continua pintando e bordando...

Reviravolta

Uma articulação nos bastidores pode provocar uma reviravolta na aliança em torno da pré-candidatura de Wellington Fagundes (PR) ao Governo. A mudança depende de um acerto com o PT de Lúdio Cabral.



Composição

A aliança PR-PT “forçaria” a saída do grupo do senador José Medeiros (Podemos), que não tolera os petistas. Isso facilitaria a composição para o Senado, com as candidaturas de Adilton Sachetti e Lúdio Cabral.

“Bruxaria”

Para completar, Wellington chamaria para compor como vice a ex-reitora Maria Lúcia Cavalli (PCdoB). Toda essa articulação seria feita pelo “bruxo” Percival Muniz (PPS), ex-prefeito de Rondonópolis.

Cofre vazio

A Justiça não encontrou dinheiro nas contas do ex-governador Silval Barbosa, dos ex-secretários Pedro Nadaf, Valdísio Viriato, Maurício Guimarães e do ex-chefe de gabinete, Sílvio Cézar Araújo.



Ralo

Essa turma está encrencada no caso do “mensalinho” – a propina que SB pagava a deputados. Curiosidade: o ex-governador confessou que roubou R$ 1 bilhão dos cofres públicos. Aonde foi parar essa dinheirama?



....................



Fóruns sob ameaça

A partir de interceptações telefônicas, a Polícia Civil de São suspeita de que a facção criminosa PCC planeja ataques a fóruns do país, em busca de armas guardadas pela Justiça. Nas conversas monitoradas, os criminosos falam de ordem dada por chefões para levantamento de fóruns em todo o país que possam ter estoques de "ferramentas", maneira como os criminosos chamam as armas.

....................



Origem

A orientação, segundo a Polícia, teria partido da cidade de Presidente Venceslau, onde está presa a cúpula da facção, incluindo Marco Camacho, o Marcola, apontado como o principal chefe do grupo.

Perigoso

Marcola é de alta periculosidade. Em 1999, ele esteve preso na antiga Cadeia do Carumbé, após comandar um assalto à agência do BB, na Avenida Getúlio Vargas, em Cuiabá, de onde roubou R$ 6 milhões.

Fuga

Naquele mesmo ano, Marcola e outros dois bandidos fugiram pela porta da frente da cadeia. As circunstâncias da fuga, até hoje, não foram esclarecidas. A suspeita é que Marcola lançou a semente do PCC em MT.

Traição

Em seu discurso, na terça-feira, ao anunciar que vai concorrer novamente ao cargo de governador, Pedro Taques lembrou que a política adora a traição e não perdoa os traidores.



Preocupação

A temporada de traição e de muita intriga está aberta e o principal foco são as disputas por duas vagas ao Senado, em cada uma das chapas. Nilson Leitão (PSDB) anda preocupado com a companheira Selma Arruda (PSL)



Intriga

Do outro lado, a coisa não é diferente. A intriga anda comendo solta na relação, que até ontem era muito cordial, entre Carlos Fávaro e Jaime Campos. E é só o começo da disputa eleitoral...



Quem te viu...

“José Medeiros junto com o PC do B e PT? Constantemente, da tribuna do Senado, esse senador chama esses dois partidos de atraso da democracia”. Do leitor Wilson Barbosa, em carta ao Diário.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:59 Acusado de desvio do Detran ganha liberdade
17:58 Convenções começam hoje, com PT e PDT
17:58 Lista com contas reprovadas pelo TCU tem 222 nomes no Estado
17:58 Dividido, PT decide hoje sobre candidatura própria ou não
17:57 BOA DISSONANTE


17:56 Taques vai à reeleição
17:56 Dia 28 de julho: Dia do Agricultor
17:55 A suspensão da descrença
17:55 A restrição e o veneno
17:55 De parabéns
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018