Quinta feira, 20 de junho de 2019 Edição nº 15027 27/07/2018  










ALTITUDEAnterior | Índice | Próxima

Jorginho revela que tentou "desmistificar" problemas

DA Uol/Folhapress – Rio

Foram dois jogos em altitude de mais de 2.800 metros este ano e duas derrotas acachapantes: a primeira, pela Libertadores, em fevereiro, foi por 4 a 0 para o Jorge Wilstermann, na Bolívia. Na quarta-feira, 3 a 1 para a LDU, em Quito (EQU), pela Sul-Americana.

Ex-jogador experiente e multicampeão, o técnico Jorginho revelou que tentou tirar essa preocupação da cabeça dos seus jogadores, mas não foi suficiente.

"É difícil jogar aqui. Tentei tirar essa coisa de altitude dos jogadores, mas é uma realidade", disse complementando posteriormente: "Tentei desmistificar para os jogadores, mas eles mesmos sentem".

Assim como seus comandados, Jorginho ainda acredita numa classificação dia 9 de agosto, no jogo de volta, em São Januário, quando o Vasco precisará vencer por ao menos 2 a 0.

"Situação complicada, mas não impossível. A equipe do Vasco, em casa, é muito forte. A LDU não vai ter a mesma vantagem física", declarou.

BOTAFOGO

O protesto realizado na quarta-feira, que contou com membros de organizadas e de grupos políticos do Botafogo, terminou em muita confusão na sede de General Severiano, no Rio de Janeiro.

Aproveitando-se da reunião do Conselho Deliberativo que aconteceria no local, um grupo de cerca de 100 pessoas invadiu o local, derrubou cadeiras e quebrou algumas vidraças, fazendo com que a assembleia entre os dirigentes fosse suspensa.

O presidente do conselho, Jorge Aurélio Domingues, precisou ser amparado por seguranças particulares para deixar a sede.

Antes da invasão, os envolvidos no ato cantavam músicas de protesto e tinham como auxílio um carro de som, onde algumas figuras conhecidas da política alvinegra -e que hoje integram a oposição- palestravam. Algumas bombas foram atiradas, o que causou algumas reações de reprovação pela atitude.

As pessoas que protestaram exigiram, entre outras questões, uma reforma no estatuto e explicações sobre o balanço divulgado, no qual se apresenta um superávit com o clube antecipando receitas.

Foram feitas críticas também ao elenco atual e exigências para que o Botafogo volte a disputar títulos de expressão.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:59 Acusado de desvio do Detran ganha liberdade
17:58 Convenções começam hoje, com PT e PDT
17:58 Lista com contas reprovadas pelo TCU tem 222 nomes no Estado
17:58 Dividido, PT decide hoje sobre candidatura própria ou não
17:57 BOA DISSONANTE


17:56 Taques vai à reeleição
17:56 Dia 28 de julho: Dia do Agricultor
17:55 A suspensão da descrença
17:55 A restrição e o veneno
17:55 De parabéns
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018