Sexta feira, 22 de março de 2019 Edição nº 15023 21/07/2018  










VASCO Anterior | Índice | Próxima

Reforços precisam de tempo para entrar em forma

Da Uol/Folhapress – Rio

O Vasco contratou dois jogadores que chegam com status elevado. O problema é que tanto Maxi Lopez como Osvaldo Henríquez ainda não estão em condições de entrar em campo.

"O Maxi precisa realmente de um tempo bom. Ele vem de férias, parado durante todo esse período. É um jogador que temos de ter todo o cuidado para que a gente não antecipe uma questão. É o mesmo que estamos pensando com o Henríquez", disse o técnico Jorginho.

Maxi Lopez é quem mais causa preocupação. Ao vestir o uniforme do Vasco pela primeira vez, o argentino se mostrou visivelmente fora de forma, o que gerou brincadeiras entre torcedores nas redes sociais.

Vale lembrar que ele não atua desde o fim de abril, quando ainda defendia o Udinese (ITA). Em seguida, entrou de férias e estava sem clube desde o fim da temporada europeia.

Já Henríquez foi apresentado na semana passada e disse estar bem fisicamente. Segundo ele, faltaria apenas ser regularizado para poder estrar.

"Estou fisicamente bem. Vinha treinando forte no Sport e estou esperando só estar regularizado para jogar. É sempre bom o apoio estrangeiro de outros jogadores, mas graças a Deus tenho uma adaptação 100% ao Brasil. Isso me permite ter adaptação tranquila", disse Henríquez na oportunidade.

A declaração de Jorginho, porém, mostra que o clube trata os reforços com cautela e não tem qualquer pressa para coloca-los para jogar. Só irão a campo quando estiverem prontos para, de fato, agregar.

FLUMINENSE

O garoto Pedro, 21, é o nome do Fluminense na temporada. Em um clube que atravessa graves problemas financeiros, o camisa 9 tem sido o alento da apaixonada torcida.

Foi assim novamente no empate com o Vasco por 1 a 1, na quinta-feira, em São Januário. Responsável pelo gol aos 44min do segundo tempo, o atacante alcançou a média de um tento a cada dois jogos pelo clube tricolor em 2018.

Já são 15 bolas na rede em 30 partidas oficiais na temporada. A marca é importante e digna de grandes goleadores do futebol mundial. Pedro passou, no máximo, duas apresentações consecutivas sem marcar desde o final de fevereiro.

São cinco meses de um "poder de fogo" que empolgou os tricolores. No ano passado, ele disputou 35 jogos e fez sete gols. Pedro é só alegria com a performance e, claro, aparece cada vez mais como a maior esperança de vitória nas partidas.

"Trabalhamos o Pedro para tocar na bola só para escorar e ficar mais dentro da área. É um artilheiro nato e nos ajudará muito", afirmou o técnico Marcelo Oliveira.

Obviamente, a sequência de gols atrai olhares de clubes com maior poderio financeiro no exterior. Com a sombra da janela de transferências, o torcedor tricolor sofre apenas com a hipótese de perdê-lo. No entanto, o artilheiro se mostra concentrado no Fluminense.

"Estou super tranquilo. Não chegou nada e também não estou preocupado com isso. Deixo para os meus empresários resolverem. Estou focado no Fluminense. Espero dar o meu melhor com essa camisa", encerrou.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




18:00
17:56 Juiz manda Taques apagar publicações no Facebook
17:50 Na TV, Taques volta a ironizar aliança DEM-MDB
17:47 Júlio e Bezerra rebatem Pedro Taques
17:46 Governo deve desbloquear R$ 666 milhões do Orçamento


17:46 Mauro diz que Taques quer ‘queirmar’ MDB
17:45 Ministro do STJ nega pedido a Lula
17:45 Programa de governo do PT prevê reforma do Judiciário
17:44 Geraldo Alckmin dá largada simbólica
17:44 Ciro lança candidatura e acena à esquerda
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018