Domingo, 22 de setembro de 2019 Edição nº 15007 29/06/2018  










ELEIÇÕES 2018Anterior | Índice | Próxima

Alckmin em Cuiabá na próxima semana

Presidenciável tucano vem reforçar o projeto de reeleição do governador Pedro Taques

ARQUIVO
O pré-candidato à presidência do PSDB, Geraldo Alckmin e o governador Pedro Taques: juntos
KAMILA ARRUDA
Da Reportagem

O presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB) confirmou agenda na Capital mato-grossense no próximo dia 6. A informação é do presidente da Executiva Regional do PSDB, Paulo Borges. De acordo com ele, os dirigentes tucanos se reúnem na noite desta quinta-feira (28) para fechar toda a programação.

A tendência é que ele passe todo o dia no Estado. No período da manhã ele deve se reunir com representantes Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), e com pessoas ligadas ao agronegócio.

Já a tarde, a legenda deverá promover um grande encontro partidário que contará com a presença de prefeitos, vereadores, deputados e do governador Pedro Taques (PSDB).

A vinda de Alckmin à Capital irá reforçar o projeto de reeleição do atual chefe do Executivo Estadual, que afirma que, em público, ainda não definiu se irá disputar a eleição em outubro deste ano.

Taques afirma que anuncia o seu posicionamento antes das convenções partidárias, que tem início dia 28 de julho. “Primeiro eu preciso decidir com o nosso grupo político a respeito da minha reeleição ou não. Isso ainda está sendo discutido. Isso não deve passar de meados de julho”, garantiu.

Mesmo ainda não admitindo a sua pré-candidatura, Taques já tem buscado formar o seu arco de alianças, tendo em vista que perdeu muitos de aliados que o acompanharam em 2014. Apesar das perdas, o gestor tucano garante que possui o apoio de diversas lideranças de partidos que, hoje, estão na oposição.

O governador afirma que, diversos prefeitos de legendas que não estão em seu arco de alianças, têm pedido para que ele encare a disputa em outubro deste ano.

“Existem prefeitos do MDB que estão incentivando a reeleição, existem prefeitos do PR que estão me pedindo para ir à reeleição. Enfim, existem prefeitos de vários partidos que apoiando nosso projeto mesmo diante do posicionamento contrário de seus partidos”, enfatizou.

Questionado sobre o fato de o deputado estadual Max Russi (PSB) estar sofrendo pressão de lideranças de seu partido para deixar a sua base aliada, Taques diz não ter conhecimento e garante proximidade com a legenda. “Eu nunca ouvi falar disso”, se limitou a dizer.

Ocorre que, ainda existe no PSB um grupo de filiados que são ligados ao ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (DEM), e defendem que o partido apoie a candidatura o ex-gestor ao Governo do Estado. Eles, inclusive, tem participado dos encontros regionais que o Democratas (DEM) tem realizado no interior.

Mendes deixou a legenda no ano passado para se filiar ao Democratas (DEM). Diante disso, grande parte dos prefeitos da sigla e vereadores nas principais cidades mato-grossense não querem dar apoio ao governador.

O grupo já se movimenta nos bastidores para exigir que Russi deixe a base aliada de Taques. Prova disso é que, na semana passada o parlamentar socialista, que responde presa presidência da legenda no Estado, afirmou que o apoio do PSB a reeleição de Taques está condicionado as propostas que serão apresentadas pela legenda nos próximos dias.

A silga trabalha na elaboração de um documento, que contará com uma série de projetos que querem que sejam incluídos no plano de governo do gestor tucano.

“Essa carta deve ser enviada ao presidente do PSDB, e eu vejo isso como absolutamente legítimo por parte do PSB. Mas eu converso todos os dias com o deputado Max todos os dias”, finalizou Taques.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto

· A campanha do Alckmin tem tudo pra cresc  - Marcia
· ELEITOR ABESTADO, DESMIOLADO, RETARDADO   - jose Conrado de souza




18:32 Justino deve lançar Saad candidato
18:28 Justiça eleitoral investiga segurança de Selma Arruda
18:28 Taques lança concessão e rebate críticas
18:24 Alckmin em Cuiabá na próxima semana
18:24 PSDB deve repassar R$ 1,8 mi para campanha de Taques


18:14 Japão perde e classifica por diferença de cartões
18:14 Colômbia avança e Senegal cai no desempate dos cartões
18:13 Tunísia vira sobre o Panamá e
18:13 Bélgica entra na rota do Brasil
17:52 BOA DISSONANTE
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018