Quarta feira, 26 de fevereiro de 2020 Edição nº 15007 29/06/2018  










ALEMANHAAnterior | Índice | Próxima

Abatidos, alemães deixam Rússia após vexame na Copa

Da Folhapress – Moscou

A delegação alemã deixou a Rússia nesta quinta-feira (28) após a eliminação precoce na Copa do Mundo. Os jogadores foram fotografados abatidos e com o semblante fechado no aeroporto Vnukovo, em Moscou.

O técnico Joackim Löw manteve o tom e sério e usou óculos escuros mesmo dentro do aeroporto. Outro a usar óculos escuros foi o zagueiro Jérôme Boateng.

A atual campeã do mundo foi eliminada na última quarta-feira (27) depois de perder por 2 a 0 para a Coreia do Sul. Com o resultado, a seleção alemã terminou na lanterna do Grupo F e caiu na fase de grupos pela primeira vez em sua história.

Depois do vexame, a Federação Alemã de Futebol usou o Twitter para pedir desculpas à torcida. "Caros fãs! Estamos tão desapontados quanto vocês! Uma Copa do Mundo é só a cada quatro anos e planejamos muito. Lamentamos que não tenhamos jogado como campeões mundiais. Portanto, as derrotas são merecidas, por mais amargas que sejam", disse a entidade.

TÉCNICO - O técnico da Alemanha, Joachim Löw, assumiu a culpa pela fracassada participação da seleção no Mundial da Rússia. No retorno ao país após a eliminação na Copa, o treinador informou que o time germânico não correspondeu às expectativas, cujas razões serão "apresentadas em breve", segundo destacou Löw, sem dar muitos detalhes.

"A equipe não mostrou o que podia fazer. Como treinador, logicamente, assumo a responsabilidade. Não consegui extrair o melhor do time. Não falaremos sobre isso agora", disse Löw em entrevista concedida na área do aeroporto de Frankfurt, nesta quinta.

A Alemanha termina a competição com duas derrotas (para México e Coreia do Sul) e uma vitória (contra a Suécia).

O treinador da Alemanha e o presidente da Federação Alemã, Reinhard Grindel, declararam que haverá reunião na próxima semana para analisar o trabalho desenvolvido na Rússia e as eventuais falhas cometidas.

"Temos que pensar sobre o que fizemos para que tenha dado errado. Isso leva a medidas profundas e mudanças", comentou Löw.

O treinador tem contrato com a seleção até 2022. A Federação Alemã pretende manter Löw mesmo após a fraca campanha na Copa.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




16:30 Abilio pode ser o segundo vereador a ser cassado por quebra de decoro
16:30 Jeferson Schneider diminui delação de Silval e critica MP
16:29 BOA DISSONANTE
16:28 Alcolumbre anuncia apoio a Julio Campos
16:27 Campanha da Fraternidade - 2020


16:27 Em defesa de quem cria
16:27 Não é não, especialmente no Carnaval
16:26 Trânsito
16:25
16:25 Um futuro para o trabalho
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018