Sexta feira, 23 de agosto de 2019 Edição nº 15006 28/06/2018  










PRIMAVERA DO LESTEAnterior | Índice | Próxima

Índia é suspeita de tentar sufocar recém-nascida

Da Reportagem

Mais um caso de tentativa de morte de um bebê indígena é registrado em Mato Grosso. Em Primavera do Leste (240 quilômetros, ao sudeste de Cuiabá), uma índia recém-nascida foi internada no hospital depois ter sido sufocada pela mãe dela, de 25 anos. No início deste mês, outro bebê indígena da etnia kayamurá foi resgatada por policiais de Canarana (633 quilômetros, ao nordeste de Cuiabá) após ser enterrada viva pela bisavó.

No caso registrado em Primavera do Leste, mãe e filha são da etnia xavante, da Aldeia Água Limpa, em Santo Antônio do Leste. O fato foi descoberto depois que o Conselho Tutelar recebeu uma denúncia anônima feita no último dia 18 deste mês.

De acordo com informações do site G1, a Polícia Civil informou que a principal suspeita, com base na denúncia, é de que a mãe não teria interesse em ficar com a criança, por ser filha de um “homem branco” (não-indígena). Por isso, ela teria tentado sufocar o bebê. Até ontem pela manhã, ninguém havia sido preso. O caso segue em investigação com depoimento de testemunhas.

Já no caso de Canarana, a bebê Analu Paluni Kamayra Trumai foi transferida e segue internada na Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá. A bisavô da criança, Kutsamin Kamayura, 57 anos, foi denunciada pelo Ministério Público do Estado (MPE) por tentativa de homicídio duplamente qualificado.

O crime ocorreu na tarde do dia 05 de junho, na residência da acusada, que auxiliou no parto da neta Maialla Paluni Kamayura Trumai, de 15 anos. Depois de cortar o cordão umbilical, a bisavó enrolou a vítima em um pano e a enterrou no quintal, numa cova de aproximadamente 50 centímetros. A bisavó chegou a dizer que enterrou o bebê, e não comunicou os órgãos oficiais, segundo costume de sua etnia.

Porém, conforme o promotor de Justiça, Carlos Rubens de Freitas Oliveira Filho, a família não aceitava a gravidez da adolescente pelo fato dela ser mãe solteira. A criança foi resgatada por policiais militares e civis cerca de 7 horas depois, após o recebimento de uma denúncia anônima.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:31 Mauro "pede a Deus" por empréstimo
19:31 BOA DISSONANTE
19:30 Incentivos fiscais: novos tempos!
19:29 Preservação
19:29 60 anos da Rádio Difusora Bom Jesus


19:28 Lista da privatização
19:28 Desserviço
19:27 Livro dribla melodrama com personagem que usa sono para superar luto
19:27
19:26 Raul Seixas persiste 30 anos após morte
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018