Quinta feira, 21 de fevereiro de 2019 Edição nº 15004 26/06/2018  










URUGUAI3x0 RÚSSIAAnterior | Índice | Próxima

Uruguai faz três na dona da casa

Uruguai vence Rússia e vai às oitavas com sua melhor campanha em 60 anos

FIFA
Jogadores uruguaios comemoram a vitória de 3 a 0 contra a Rússia, ontem em Samara
Da Folhapress – Moscou

O Uruguai confirmou nesta segunda-feira (25), em Samara, sua posição como equipe mais forte do Grupo A ao vencer a anfitriã Rússia por 3 a 0 e chegar à liderança, com 100% de aproveitamento na primeira fase, algo que não acontecia desde a Copa de 1954. Apesar da derrota, os donos da casa fizeram uma campanha surpreendente e também estão no mata-mata.

O Uruguai fecha a fase de grupos sem levar um gol sequer. Nas oitavas de final, os uruguaios irão enfrentar Portugal

A partida que definiu o primeiro lugar do Grupo A começou cercada de expectativas. A Rússia iniciou o confronto com a possibilidade de fazer a melhor campanha da história de um anfitrião na fase de grupos, algo que nem o russo mais otimista poderia sonhar. Bastava vencer por um 1 a 0 para igualar a França de 1998 com nove pontos, nove gols a favor e apenas um contra (saldo de oito). Mas o atacante uruguaio Luis Suárez colocou água na vodca do torcedor adversário logo aos 9min do primeiro tempo ao marcar de falta.

Nem o meia Cheryshev, autor de três gols na Copa, pôde fazer algo para ajudar sua equipe. Ele foi às redes, mas desta vez com um gol contra, após desviar chute de Laxalt, aos 22min, e enganar o goleiro Akinfeev.

O técnico Stanislav Tchertchesov, da Rússia, decidiu poupar alguns jogadores em razão de sua seleção já estar classificada. Entre os que ficaram de fora estava o lateral direito brasileiro Mário Fernandes, que iniciou o jogo no banco. Em seu lugar entrou Smolnikov, expulso aos 37min após levar o segundo cartão amarelo. De fato, não era o dia dos donos da casa.

A expulsão fez com que o treinador russo tirasse o artilheiro Cheryshev e colocasse Fernandes em campo para recompor o sistema defensivo.

Com um a menos, a vida da anfitriã ficou mais difícil. Os atacantes uruguaios Cavani e Suárez trocavam de posição o tempo todo, infernizando a defesa russa. O ponta esquerdo Laxalt foi outro destaque. Com liberdade pelo lado do campo, ele foi responsável pelo chute que deu o segundo gol ao Uruguai e pela jogada que rendeu a expulsão de Smolnikov.

Óscar Tabárez, técnico da seleção sul-americana, também poupou jogadores. Giménez, Varela, Sánchez e Cristian Rodríguez iniciaram a partida no banco. Nada que impedisse o Uruguai de ser... Uruguai. Sempre brigando por todas as bolas, em todas as faixas do campo. Todo esse empenho resultou no terceiro gol da equipe, marcado por Cavani - o primeiro dele no Mundial -, aos 44 min. Agora, resta aguardar o adversário das oitavas de final.

TABAREZ - A tranquila vitória do Uruguai sobre a Rússia (3 a 0), em partida ocorrida nesta segunda-feira, em Samara, agradou Óscar Tabárez. Em entrevista coletiva concedida depois da partida em que a equipe celeste assegurou a liderança do Grupo A do Mundial, o treinador analisou que o confronto poderia terminar ainda mais favorável ao time de Edinson Cavani e Luis Suárez.

"A Rússia não conseguia nos pressionar. Não apenas conseguimos prevenir isso, como também permanecemos no campo deles durante o primeiro tempo. A vitória poderia ser ainda maior, mas não conseguimos marcar em certos contra-ataques que tivemos. Ás vezes não se tem o timing perfeito", declarou.

"Terminar como primeiro do grupo me deixa satisfeito. Vencemos por uma boa margem, mas gosto do fato que não sofremos gol. Precisamos trabalhar agora até o fim, e gosto da dedicação e concentração do meu time. Estão focados do primeiro ao último minuto, todo o elenco. Executaram o plano que concordamos", acrescentou o treinador.

Tabárez saiu satisfeito com a atuação, mas preferiu adotar um discurso mais cauteloso depois de assegurado o primeiro lugar. O técnico sabe que vai buscar a vaga nas quartas de final já no dia 30, em Sochi, contra Portugal.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:04 R$ 800 milhões para pontes e estradas
19:03 Nomeados vereadores que formarão CPI da Educação
19:03 Pinheiro diz que não vai interferir em eleição da mesa
19:03 Eduardo Botelho critica governo
19:02 Neymar se irrita com críticas, e Globo nega distinção


19:02 Rival mistura geopolítica com futebol na arquibancada e no campo
19:02 Antônio Joaquim chama Silval de ‘gangster’
19:01 França e Dinamarca são vaiadas em primeiro 0 a 0
19:01 Peru bate a Austrália e volta a vencer em Copa após 40 anos
19:01 Empate garante classificação do Brasil
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018