Sexta feira, 26 de abril de 2019 Edição nº 15004 26/06/2018  










ARGENTINA - 2Anterior | Índice | Próxima

Argentina pode ter goleiro que nunca jogou na seleção

Da Folhapress – Moscou

A posição de goleiro é a imagem da confusão que se tornou a Argentina na Copa do Mundo. Contra a Nigéria nesta terça (26), em São Petersburgo, partida em que a equipe tem como única opção a vitória para continuar viva no torneio, o titular deverá ser Franco Armani, 31. Ele nunca jogou pela seleção.

"Desde que você é criança e começa no futebol, quando assina seu primeiro contrato, sempre imagina e sonha com este momento", disse o goleiro que apareceu para o futebol mundial apenas em 2016, aos 30 anos, com o título da Libertadores do Atlético Nacional (COL).

Até o início de 2018 o nome de Armani não era sequer citado entre os possíveis convocados. Ele chegou a pensar em se naturalizar colombiano e ser chamado pelo país adotivo.

O plano original era que o titular da Argentina na Copa seria Sergio Romero. Dono da posição nos Mundiais em 2010 e 2014, ele estava a uma partida de igualar o recorde do seu ídolo Ubaldo Fillol, como goleiro com mais jogos consecutivos do torneio pela seleção (13).

Romero foi cortado na primeira semana de treinos em Buenos Aires por uma lesão no joelho. Sampaoli o dispensou horas depois de ser constatado que seria necessária limpeza cirúrgica na articulação. O jogador conversou com o técnico e pediu que esperasse. Jurou que se recuperaria a tempo de jogar o Mundial. Situação parecida com a ocorrida na seleção brasileira em 1998 e resultou no corte de Romário.

Sampaoli foi inflexível e isso gerou descontentamento entre os jogadores. Experiente, Romero era um dos integrantes do que se passou a chamar de "mesa chica de Messi" (mesa pequena de Messi, em espanhol).



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:04 R$ 800 milhões para pontes e estradas
19:03 Pinheiro diz que não vai interferir em eleição da mesa
19:03 Nomeados vereadores que formarão CPI da Educação
19:03 Eduardo Botelho critica governo
19:02 Antônio Joaquim chama Silval de ‘gangster’


19:02 Rival mistura geopolítica com futebol na arquibancada e no campo
19:02 Neymar se irrita com críticas, e Globo nega distinção
19:01 Empate garante classificação do Brasil
19:01 Peru bate a Austrália e volta a vencer em Copa após 40 anos
19:01 França e Dinamarca são vaiadas em primeiro 0 a 0
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018