Quarta feira, 24 de abril de 2019 Edição nº 15004 26/06/2018  










ARGENTINA 1Anterior | Índice | Próxima

Porta-voz da geração Messi, Mascherano salvar Argentina

Da Folhapress – Moscou

O capitão da Argentina é Lionel Messi, 31, mas o líder de fato é Javier Mascherano, 34.

No auge da crise após a derrota contra a Croácia, foi convocada reunião do elenco com dirigentes e o técnico Jorge Sampaoli. Não foi Messi quem falou pelos jogadores. Foi Mascherano. Se o camisa 10 parece carregar o peso do mundo nos ombros, o volante é o mais desesperado para evitar a eliminação da seleção nesta terça (26), às 15h, contra a Nigéria, em São Petersburgo.

Há sempre o discurso de que Messi lidera pelo exemplo. Quem comanda a Argentina em campo, de fato, é Mascherano. "Sejamos otimistas. Vamos nos agarrar ao que fizemos no passado. Somos os atuais vice-campeões do mundo e temos de mostrar isso. Vou crer neste grupo até o último dia. Oxalá estas palavras se convertam em atos porque nos cansa escutar os outros falarem."

Após empatar em 1 a 1 contra a Islândia e perder de 3 a 0 para a Croácia, a Argentina precisa primeiro vencer a Nigéria. Mas, para se classificar em segundo no grupo D, torcerá para a Islândia não passar pelos croatas, também nesta terça. Se isso acontecer, a decisão da vaga será nos critérios de desempate. O primeiro deles é o saldo de gols.

Messi não tem problema com a liderança de Mascherano, que era o capitão até Alejandro Sabella chegar ao cargo de técnico, em 2011.

A primeira coisa que fez foi viajar a Barcelona para conversar com o volante. Sondou-o sobre a possibilidade de abrir mão da braçadeira em favor de Messi, que nunca a havia pedido. A ideia era fazer o craque assumir um papel de protagonista ainda maior. Mascherano assentiu.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:04 R$ 800 milhões para pontes e estradas
19:03 Pinheiro diz que não vai interferir em eleição da mesa
19:03 Nomeados vereadores que formarão CPI da Educação
19:03 Eduardo Botelho critica governo
19:02 Antônio Joaquim chama Silval de ‘gangster’


19:02 Rival mistura geopolítica com futebol na arquibancada e no campo
19:02 Neymar se irrita com críticas, e Globo nega distinção
19:01 Empate garante classificação do Brasil
19:01 Peru bate a Austrália e volta a vencer em Copa após 40 anos
19:01 França e Dinamarca são vaiadas em primeiro 0 a 0
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018