Quinta feira, 16 de agosto de 2018 Edição nº 14995 13/06/2018  










ELEIÇÕES 2018Anterior | Índice | Próxima

Mauro Mendes começa viabilizar candidatura

Ex-prefeito autoriza DEM construir sua candidatura ao governo; viabilidade financeira terá que ser construída

ARQUIVO
Mauro Mendes: “Uma campanha não se faz apenas com a viabilidade eleitoral”
KAMILA ARRUDA
Da Reportagem

Acabou parte do suspense, a fim de viabilizar a sua candidatura ao Governo do Estado para o pleito de outubro deste ano, o ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (DEM) afirma que irá buscar, juntamente com o partido, viabilidade política e financeira para encarar uma campanha eleitoral.

A decisão foi tomada na noite da última segunda-feira (11) durante reunião da cúpula do DEM. Ela se deu após a análise de uma pesquisa realizada em todo o Estado pelo instituto GPP de Planejamento e Pesquisa.

Informações dão conta de que Mendes aparece bem pontuado na pesquisa, estando a frente, inclusive, do governador Pedro Taques (PSDB), que deve disputar a reeleição em outubro.

“Vamos iniciar as conversas com os partidos que acreditam em um novo projeto para Mato Grosso que estamos buscando construir pautado na boa gestão, na eficiência, na modernidade, na transparência, na verdade, na desburocratização do estado e em uma melhor distribuição das riquezas produzidas no estado. Um estado mais simples, mais moderno, mais empreendedor que gere mais oportunidades a todos os mato-grossenses”, disse o presidente regional do Democratas (DEM), deputado federal Fábio Garcia.

Apesar disso, Mauro Mendes evita falar que é pré-candidato. De acordo com o democrata, a pesquisa de intenção de voto encomendada pelo Diretório Nacional mostra a sua viabilidade eleitoral para a disputa.

Contudo, ele frisa que isso não é suficiente para embasar uma candidatura. Para o ex-prefeito, uma candidatura consolidada depende da formação de um arco de alianças, além de preparo financeiro.

“Uma campanha não se faz apenas com a viabilidade eleitoral, ou seja, você ter uma boa intenção nas pesquisas, ter um certo número de cidadãos que declaram uma vontade ou um desejo de votar naquele candidato. Você tem que construir dois outros pilares importantes, que é o da viabilidade política e da viabilidade estrutural, financeira de uma campanha”, acrescenta.

Em Mato Grosso, o teto máximo para campanha ao Governo neste ano será de R$ 5,6 milhões. Mendes afirma que, se isso não for construído irá recuar da disputa.

“É nessa fase agora que o Democratas vai começar a trabalhar para construir essas viabilidades para que esse projeto possa se concretizar, ou até dizer não, não será possível, vamos ter uma outra alternativa. Estamos na fase agora de construir esses dois outros pilares para que possa tornar viável uma candidatura, tanto minha como do senador Jayme campos”, enfatizou.

Questionado se o posicionamento definitivo do partido quanto a candidatura própria saíra somente nas convenções, Mendes nega e afirma que isso será definido nas próximas semanas.

“Certamente não. Nós temos prazo. Existe muitas indefinições, muitos partidos. A política vive um momento diferente, muitas coisas terão que ser diferentes nessa campanha. O cidadão cobra isso daqueles que estão na política, não dá para fazer as coisas do mesmo jeito, porque se fizermos do mesmo jeito, seguramente o resultado será muito igual, ou muito parecido, com aquilo que esta aí hoje, que não está sendo aprovado pela maioria da população brasileira e do estado de Mato Grosso”, alfinetou.



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:46 Lava Jato devolve mais de R$ 1 bi
19:46 BOA DISSONANTE
19:45 A Arca de Noé do século XXI
19:44 As amarras psicológicas
19:44 O valor da confiança


19:43 Atitude honrosa
19:42 Campanha nas ruas
19:41
19:40 Boca Musical traz 1ª Escola de Viena, em família de violinos
19:40 'Christopher Robin' é um filme encantador
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018