Sábado, 23 de fevereiro de 2019 Edição nº 14983 24/05/2018  










LEITORAnterior | Índice | Próxima

PT: Lula é oportunidade para reencontrar a democracia

Será o reencontro da democracia do "mensalão e da lava jato", que estamos vivendo hoje. O PT jamais faz autocrítica, os erros são dos outros partidos, não do ex-partido da "ética e da moralidade", que jogou o Brasil no buraco sem fim e sem fundo.

AUREMÁCIO CARVALHO, advogado, Cuiabá/MT

auremacio.carvalho@hotmail.com



Cuiabá dispensa fumacê e aposta na tecnologia

Eu não combato esses gêneros de mosquitos tirando água dos vasos de plantas; pelo contrário, eu crio ambientes com água e, claro, inspeciono constantemente se ali passaram a existir larvas, o que ocorrido, elimino-as, pois, de outra forma, essas larvas seriam depositadas em quaisquer outros ambientes com água, dificilmente inspecionado por alguém. Resumindo: Ninguém corre atrás do rato; arma-se-lhe uma ratoeira.

JOÃO GALDINO DE MEDEIROS, Economista, Cuiabá/MT

jgaldinomedeiros@hotmail.com



Irmão de Russi apoia Wellington

Alexandre Russi, irmão do secretário Max Russi, esta fechadíssimo com o grupo de oposição ao governo Pedro Taques.

LUIZ CARLOS ASSIS, Jaciara/MT



Ex-aliados contra Taques

Agora o Jayme Campos, o Mauro Mendes, o Pivetta e o Zeca Viana não prestam. Mas na eleição passada o Taques estava de mãos dadas com eles. Jayme Campos foi governador de um estado à beira da falência com a divisão do Estado, já que as dívidas ficaram com MT. Taques com R$ 25,5 bilhões atrasou salários, acumulou uma dívida de R$ 1,3 bilhão com fornecedores, sumiu com 30 milhões do FUNDEB.

TÚLIO BERNARDES, Cuiabá/MT



Mato Grosso tem 71,5% do efetivo ideal de policiais

"Cuiabá tem como desafio se tornar uma Smart City". Que bobagem. Cuiabá tem o desafio de oferecer atendimento médico decente, rede de esgoto, condições mínimas de segurança pública.... Internet? Que medida populista e eleitoreira.

JOAO TERTULIO, Cuiabá/MT

cysplatin@hotmail.com



Lula e Dilma traíram o eleitor

Em 2009, o barril de petróleo custava US$ 60. Lula congelou o preço da gasolina nas refinarias da Petrobrás achando que ia controlar a inflação. Coisa de quem tem menos de dois dedos de testa. Para manter a asneira cometida por Lula sem causar grandes prejuízos à Petrobras, como se fosse possível, Dilma transferiu parcelas da CIDE para a estatal a cada aumento no preço do petróleo, até que, em 2015, com o barril custando US$ 120, Dilma cometeu a asneira de zerar a CIDE. A CIDE é uma taxa sobre os combustíveis destinada a ressarcir as distribuidoras pelos custos de transporte para levar gasolina, diesel e outros derivados de petróleo aos Municípios, a fim de obedecer determinação do governo de os preços serem uniformes mesmo sem o Estado ter refinaria. Com o passar do tempo, o preço do petróleo aumentou em 100% e o da gasolina nas refinarias da Petrobras ficou congelado por determinação de Lula. O resultado dessa burrice endossada por Dilma não podia ser outro senão o lucro da Petrobras, que vinha num crescente desde 2000, tendo atingido R$ 35 bilhões em 2010, despencar e se transformar em prejuízos, como o de 2014, de mais de R$ 30 bilhões. A inflação no período 2009 a 2017 foi 60%. A Petrobras teve de fazer empréstimos para manter investimentos, assumindo dívida de R$ 500 bilhões, e o pior é que se descobriu ser para obras superfaturadas feitas nos governo Lula e Dilma, e, hoje, graças à Lava Jato, sabemos que eram para criar propinas a serem distribuídas por 3 quadrilhas comandadas por Lula na Petrobras: a do PT, a do PMDB e a do PP, as quais desviaram (roubaram) R$ 60 bilhões da Petrobras, e, também, para anular a asneira de se zerar a CIDE. O maior percentual do dinheiro roubado foi para o PT, para atender a vontade hegemônica de Lula se tornar dono do poder político por décadas. Dilma e Lula traíram o eleitorado? Eu diria que não. Quem votou em Lula e Dilma sabia serem despreparados, apenas tiveram a sorte de receber o Brasil arrumado, com inflação controlada, com geração de empregos e governaram em condições internacionais altamente favoráveis e não aproveitadas. O resultado só podia ser o Brasil mergulhado em corrupção, inflação descontrolada, 12 milhões de desempregados, a Petrobrás nas portas da falência e o País quebrado. Não podia ser diferente. Lula e Dilma nunca tinham governado nem mesmo uma prefeitura. O culpado foi o eleitor votando em despreparados para governar um País de dimensões continentais, como o Brasil. Lula e Dilma não traíram o eleitor, foi este quem traiu o Brasil. Dilma foi fiel ao seu criador, Lula. Ela assumiu as idiotices praticadas por seu criador. O eleitor, iludido por Lula e Dilma, traiu o Brasil, eles destruíram a estrada de progresso por onde andava o País investindo fortemente, gerando milhares de empregos e aumentando, cada vez mais, o PIB, estrada construída pelo governo FHC. A asneira cometida por Lula e mantida por Dilma nos leva à certeza de que queriam transformar o Brasil numa venezuela da vida, pensavam que vender gasolina a preço congelado era arma contra a inflação, não querendo ver o óbvio ululante ululando na frente deles, ou seja, a Venezuela vendendo gasolina a 0,30/litro e tendo a maior inflação do mundo, completamente desabastecida de alimentos e trocando petróleo por papel higiênico. As pesquisas estão indicando que o eleitor continua abestado, pois, preferem eleger presidente incompetentes e despreparados. E abre mão de Geraldo Alckmin, que governou São Paulo por quatro vezes, e o Centro de Liderança Pública, avaliando os 26 Estados e o Distrito Federal, computando capital humano, educação, eficiência da máquina pública, infraestrutura, inovação, potencial de mercado, sustentabilidade ambiental e sustentabilidade social, segurança pública, solidez fiscal, dando notas de zero a 100, coloca o Estado de São Paulo, governado por Geraldo Alckmin quatro vezes, como de melhor performance, com média de 87,8 (medida de 0 a 100). Não é por acaso que milhares de Nortistas e Nordestinos do Acre, do Ceará e outros Estados do Norte e Nordeste correm para São Paulo em busca de uma vida digna, e essa vida mais digna lhes pode ser dada nos seus Estados se os eleitores deixarem de ser abestados e votarem em quem já mostrou que sabe governar com competência. Eu vou votar em Alckmin, e você? Podemos elegê-lo no primeiro turno. O Brasil merece e carece.

JOSE CONRADO DE SOUZA, Atlanta/EUA

joseconrado.souza45@gmail.com



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




19:03 TJ deve analisar hoje HC de Mauro Savi
19:03 Taques pede tranquilidade aos servidores públicos
19:03 MT tenta renegociação com banco
19:02
19:02 Sindicato pressiona TJ por ação no STF


17:32 PT: Lula é oportunidade para reencontrar a democracia
17:32 BOA DISSONANTE
17:31 Endurecer a lei contra o crime
17:29 Dom Lula e as universidades
17:29 Ateu, graças a Deus!
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018