Sexta feira, 15 de novembro de 2019 Edição nº 14975 12/05/2018  










EDUCAÇÃOAnterior | Índice | Próxima

Professores de MT possuem terceiro melhor piso no país

Da Reportagem

Os professores da rede estadual de Educação de Mato Grosso receberam aumento salarial de 2,19%, pagos já na folha do mês de abril de 2018. Agora, os educadores de Mato Grosso possuem o terceiro melhor piso da categoria no país.

Com o compromisso de valorização assumido pela atual gestão de recompor as perdas anuais e ainda conceder aumento real aos professores, nos últimos três anos e meio, o salário dos servidores da Educação teve um incremento de 51,48%. Até o final do ano, o aumento será de 73,78%.

Após este aumento, referente a Lei 10.572, Mato Grosso se consolida como o terceiro melhor piso salarial do país, com R$ 5.269,34 (considerando o padrão nacional de 40h semanais), atrás apenas de Mato Grosso do Sul, com R$ 5.390,22 e Maranhão, com o piso de R$ 5.750,00.

Ainda assim, o salário da rede estadual se encontra bem acima do piso estabelecido pelo Ministério da Educação (MEC), que tem o subsídio inicial de R$ 2.455,35, também referentes a 40h semanais.

Conforme a secretária de Estado de Educação, Espore e Lazer (Seduc), Marioneide Kliemaschewsk, o salário e a qualidade de vida dos educadores é prioridade para o Governo do Estado.

“Os trabalhadores da Educação são prioridade do Governo desde o início da gestão. Temos trabalhado arduamente para honrar todos os compromissos firmados e melhorar cada vez mais as condições de trabalho e a vida dos nossos educadores. Eles são os principais responsáveis pelas transformações que temos sonhado para a Educação de Mato Grosso”.

Na folha de maio, os profissionais da Educação Básica do Estado irão receber ainda um aumento de mais 7,69%, referentes a LC 510/2013. Com isso, o subsídio de ingresso do professor para jornada de 30 horas subirá para R$ 4.255,92 e o de 40 horas irá para R$ 5.674,56.

No mês de setembro, os servidores receberão um novo aumento de 2,20%, elevando o piso estadual para R$ 4.349,55 (30h) e de R$ 5.799,40 (40h). Em outubro, os servidores receberão um aumento de mais 2% e em dezembro um incremento de 2,19%, fechando o ano com o piso salarial de R$ 4.533,70 (30h) e R$ 6.044,93 (40h).



Anterior | Índice | Próxima

Comentários Deixe aqui sua opinião sobre esse assunto




17:29 A Bolívia e seus dilemas - parte II
17:29 BOA DISSONANTE
17:28 Estado adia para 2020 decisão sobre VLT
17:27 Diferença entre direita e bolsonarismo
17:26 A saída da extrema pobreza


17:26 Reflexões da vida
17:25 Toffoli intima BC e obtém dados sigilosos de 600 mil pessoas
17:25
17:24 Brics ignoram crise na Venezuela e Bolívia
17:24 Zona de livre comércio com China pode prejudicar indústria
Cuiabá
Min: 18°
Max: 36°

TOPO | PRIMEIRA PÁGINA | ÚLTIMAS NOTÍCIAS | POLÍTICA | ECONOMIA | CIDADES | POLÍCIA | ESPORTES
BRASIL | MUNDO | DC ILUSTRADO | CUIABÁ URGENTE | EDITORIAIS | ARTIGOS | AZUL | TEVÊ | E-MAIL
Diário de Cuiabá © 2018